Conformado com 5ª posição, Alonso diz que pódio é máximo que Ferrari deve mirar em Cingapura

Com um desempenho dentro do esperado, Fernando Alonso vai largar na terceira fila no grid de largada do GP de Cingapura. Primeiro colocado no campeonato, o espanhol afirma que, pelo desempenho ruim da Ferrari, o pódio é o máximo que pode conseguir

Líder do campeonato, Fernando Alonso vai largar na quinta colocação no grid de largada do GP de Cingapura, que acontece neste domingo (23). O piloto espanhol admitiu que o circuito de Marina Bay não é muito bom para a Ferrari e ficar 0s8 atrás de Lewis Hamilton, o pole-position, pode ser considerado um resultado normal.

"Eu acho que devemos estar felizes com a nossa posição porque lutamos todo fim de semana [com o carro]", disse Alonso. "Nós não fomos rápidos o suficiente nos treinos livres e não fomos rápidos o suficiente na qualificação. A McLaren estava imbatível, pelo menos no treino classificatório”, explicou.

Alonso mira pódio no GP de Cingapura, que acontece neste domingo (23) (Foto: Ferrari)

Mesmo preocupado com o ritmo do carro ao longo do final de semana, o espanhol confia que pode subir ao pódio mais uma vez na temporada para seguir na primeira colocação da tabela. "Começando em quinto, estamos uma boa posição para lutar pelo pódio que é, talvez, o máximo para o fim de semana", afirmou.

Para ele, a estratégia e o tempo, com a grande possibilidade de chuva, são fatores decisivos para a única corrida noturna do calendário. "Eu acho que a estratégia será um bom caminho para amanhã. Vimos também que a degradação [dos pneus] foi um problema no ano passado, por isso precisamos tomar cuidado com os pneus, os pit stops e a largada”, apontou.

"Muitas coisas podem acontecer amanhã, como o tempo. Ouvi dizer que existe grande possibilidade de uma tempestade amanhã. Vamos ver”, finalizou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube