Contente com resultado na Hungria, chefe de equipe da Lotus fala em rever meta da temporada

Mais uma vez com dois pilotos no pódio, a Lotus ocupa a terceira colocação no mundial de construtores. Ainda sonhando com a vitória inédita em 2012, Eric Boullier, chefe de equipe, afirma que pode subir a meta traçada para este ano, que era brigar pela quarta colocação

A Lotus vem mostrando que pode ser capaz de vencer uma corrida nesta temporada da F1 e demonstrou isso mais uma vez na Hungria, no último domingo (29), ao colocar Kimi Räikkönen na segunda colocação e Romain Grosjaen na terceira. Os dois pilotos só ficaram atrás de Lewis Hamilton, o vencedor da prova disputada no circuito de Hungaroring.

Mesmo sem a tão sonhada vitória, Eric Boullier, chefe de equipe, afirmou que a Lotus não deve ficar decepcionada por não subir no lugar mais alto do pódio mais uma vez. O dirigente se mostrou feliz e satisfeito pelo trabalho feito ao longo de todo final de semana em Budapeste.

"Ambos os carros foram ao pódio em um circuito difícil. Isso é bom para a equipe e foi melhor do que no Bahrain”, relembrou Boullier, falando da outra prova em que os dois carros da Lotus foram ao pódio. “Porque tivemos um fim de semana ruim em Hockenheim com Romain", disse.

Boullier ainda sonha com vitória da Lotus nesta temporada (Foto: Lotus/Andrew Ferraro/LAT Photographic)

Com claras dificuldades nos treinos classificatórios, Boullier comemorou o fato de que a Lotus minimizou o problema na Hungria, quando Grosjean largou na segunda colocação e Räikkönen ficou em quinto no treino disputado no sábado. "Os pilotos tiveram uma boa corrida e tentamos chegar no líder, mas nós sabíamos que seria muito difícil ultrapassar nesta pista”, afirmou.

“Estamos felizes com a qualificação. Nos preparamos de forma diferente para ela e funcionou. Assim, os carros estavam entre os cinco primeiros. Se pudermos fazer isso para o resto da temporada, então estaremos em posição de lutar pela vitória”, ressaltou.

Mesmo forte na disputa por uma boa colocação no campeonato de construtores e visando superar o quinto lugar do último ano, o chefe de equipe só lamenta a falta de vitórias da Lotus em 2012. Mas, apesar disso, diz que pode rever a meta traçada no início da temporada.

"Obviamente, estou feliz por ser segundo e terceiro fim de semana, mas, de certa, forma será frustrante não ganhar uma corrida. Se podemos qualificar assim [em todas as provas] estaremos em posição de vencer”, cobrou. "Nossa ambição é a mesma: ser melhor do que no ano passado. Mas se temos esse ritmo a cada corrida, então talvez nós vamos revisar nossa ambição”, completou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube