De olho em 2020, chefe da Ferrari defende manter desenvolvimento do carro de 2019

A Ferrari tem dificuldades para vencer a primeira em 2019, mas isso não tira o ânimo na hora de desenvolver o carro. O chefe Mattia Binotto ainda vê a equipe capaz de transformar soluções deste ano em vantagens para o próximo

2019 se tornou um ano difícil para a Ferrari, que não só vê o título na Fórmula 1 se tornar um sonho remoto como também sofre para sequer vencer uma corrida. Mesmo assim, a temporada não perdeu o propósito por completo, tanto que o chefe Mattia Binotto ainda não quer interromper o desenvolvimento do SF90. De acordo com o dirigente, possíveis soluções encontradas agora podem fazer a diferença em 2020.
 
Binotto falou sobre a necessidade de lidar com demandas de projetos para 2020 e 2021, mas sem tirar o olho de 2019. O dirigente já tem uma ideia de como se portar, apesar de reconhecer dificuldades.
 
“Isso é uma tarefa difícil”, disse Binotto. “Primeiro, acho que tudo que a gente fizer na temporada atual vai ser benéfico para a próxima, então não acho que a gente deva parar o desenvolvimento na temporada atual. Isso é algo que a gente pode levar adiante [para 2020]. Mas precisamos nos organizar para 2021, sem dúvidas. Agora temos pessoas responsáveis por isso no nosso departamento técnico. Junto deles, precisamos tomar decisões cuidadosas a respeito de nossas prioridades”, seguiu.
A Ferrari busca o ponto de equilíbrio no desenvolvimento do carro (Foto: Ferrari)

Apostando em um carro de 2020 vinculado ao de 2019, Binotto indica também o interesse em manter um modelo que se porta melhor em pistas de alta velocidade, com menos downforce. Entretanto, a Ferrari quer ir adiante quando o assunto é eficiência aerodinâmica.

 
“Espero que o que a gente possa fazer é ter mais downforce, mas com um nível similar de eficiência. Acho que esses são dois objetivos. Acho que a direção do nosso desenvolvimento é de ter mais downforce. A gente deveria colocar mais downforce e ser tão eficiente quanto possível”, encerrou.

Só que isso tudo é assunto para o futuro, porque agora a Ferrari, assim como a F1, está em regime de férias. A categoria volta apenas em 1º de setembro, data do GP da Bélgica.

  ASSISTA AGORA AO PRANCHETA GP

A Fórmula 1 retorna daqui quatro semanas, em Spa-Francorchamps, para o GP da Bélgica. O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO E EM TEMPO REAL

 
Paddockast #28
INTERROGANDO Flavio Gomes: O Boto do Reno

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube