“Deve ser possível”: chefe acena positivamente para motor próprio da Red Bull em 2022

Christian Horner afirmou que, assim como o chassi, deve ser possível que a Red Bull faça um motor capaz de competir em alto nível na Fórmula 1

Desde que a Honda anunciou, há alguns meses, que deixará a Fórmula 1 ao fim da temporada 2021, a grande questão que se impõe é qual será o motor utilizado pela Red Bull – e pela AlphaTauri – a partir de 2022. Seria a marca austríaca capaz de fabricar os próprios motores? Segundo o chefe da equipe, deve ser possível.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Christian Horner abordou o tema e acenou positivamente. Já que a Ferrari vive uma crise, a Mercedes se tirou como possibilidade, a relação com a Renault é difícil e nenhuma outra montadora parece se dispor a fabricar motores de F1, a grande discussão é sobre o interesse da Red Bull.

De acordo com Horner, “a relação com a Honda foi ótima, mas infelizmente terá vida curta”. É uma mudança interessante para os muitos anos belicosos de acordo com a Renault nos anos anteriores. Com um verdadeiro complexo industrial em sua fábrica, na cidade inglesa de Milton Keynes, a Red Bull precisa negociar com a Honda a possibilidade de adquirir a tecnologia do motor atual.

Sai a Honda, entra operação particular? (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)

Siga o GRANDE PRÊMIO nas redes sociais:
YouTube | Facebook | Twitter Instagram | Pinterest | Twitch | DailyMotion

“A grande questão, então, é: um energético pode produzir um motor capaz de competir com os melhores do mundo? Conseguimos com o chassi, então deve ser possível com o motor”, disse em entrevista à TV inglesa Sky Sports.

Após 300 corridas na F1, Horner também lembrou dos vários pilotos que passaram pelos quadros austríacos. Uma enorme variedade.

“Eles todos têm personalidades diferentes. Max é diferente de Vettel e Daniel e diferente de Albon. São membros privilegiados da equipe, porque podem guiar o produto no qual todos estão trabalhando”, finalizou.

A histórica de oito títulos mundiais e 63 vitórias da Red Bull segue no próximo fim de semana, com o GP do Bahrein.

Ouça os programas do GRANDE PRÊMIO no formato de podcast:
Anchor | Apple | Spotify | Google | Pocket Cast | Radio Public | Breaker

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube