Di Resta muda chassi e diz que ainda tenta superar problemas, mas vislumbra classificatório melhor

Fora da primeira sessão de treinos livres em Abu Dhabi, o escocês contou que é difícil acertar o carro depois de não participar do primeiro treino. Apesar das dificuldades, o piloto diz que os problemas das últimas provas foram superados e espera sábado mais positivo

Com problemas no carro desde o GP do Japão, Paul di Resta não soma pontos desde a prova disputada em Cingapura e o ápice do problema foi no circuito de Buddh, na Índia, na última semana, quando o escocês sofreu com o desempenho de seu VJM05.

Durante os treinos livres para a etapa de Abu Dhabi, ele voltou a afirmar que a equipe precisa trabalhar bastante para melhorar. E confirmou que seus engenheiros optaram pela mudança do chassi para as atividades de amanhã – é a primeira mudança significativa no carro de Di Resta no ano.

Paul di Resta ainda busca o desempenho ideal em Abu Dhabi (Foto: Force India)

“Isso [o problema] não é mais uma preocupação. Acho que nós resolvemos isso [ao mudar o chassi], mas ainda estamos tentando recuperar o atraso. Foi um dia difícil ao perder a primeira sessão de treinos e é muito complicado pegar o carro e ajustar antes do segundo treino livre”, explicou.

“Estamos um pouco atrás de onde gostaria de estar, mas não com a mesma preocupação, porque amanhã será um dia melhor. Passamos por tudo que tínhamos que passar, agora nós podemos sentar e tentar algo melhor amanhã”, continuou.

Com 44 pontos, Di Resta ocupa a 13ª posição no campeonato, uma abaixo de seu companheiro de equipe, o alemão Nico Hülkenberg, acertado com a Sauber para substituir Sergio Pérez.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube