Diretor da McLaren revela que Liberty Media está em “negociações muito ativas” para levar Mundial de F1 a Miami

O Liberty Media continua estudando o melhor lugar possível para realizar uma segunda etapa da F1 no calendário em solo norte-americano. Na visão do também americano Zak Brown, as conversas dos dirigentes com a principal cidade da Flórida estão bem encaminhadas

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Não é segredo que um dos grandes desejos dos novos donos da F1, o Liberty Media, é realizar uma segunda prova do calendário nos Estados Unidos, país-sede da empresa. Ao longo do último ano, notícias deram conta do interesse do Liberty em três praças, principalmente: Nova York, Las Vegas e Miami. Desde 2012, o GP dos Estados Unidos acontece no Circuito das Américas, em Austin, no Texas.

 
Zak Brown, além de toda a influência como diretor-executivo da McLaren, também é muito próximo aos dirigentes do Liberty Media. Norte-americano nascido em Los Angeles, Brown revelou ao site ‘Planet F1’ que as negociações do Mundial com Miami estão bem encaminhadas.
Palco da Fórmula E em 2014, Miami negocia para trazer um segundo GP dos EUA no calendário da F1 (Foto: Reprodução/Twitter)
O dirigente, contudo, entende que uma segunda prova nos Estados Unidos não seria para agora. Brown afirmou que importante antes levar à cidade um evento como o que a F1 realizou no centro de Londres às vésperas do GP da Inglaterra do ano passado como uma espécie de ‘esquenta’ para o passo seguinte e a realização de uma corrida em Miami.
 
“Os festivais vão ser grandes, definitivamente eles estão acontecendo. Mas me surpreenderia se pudéssemos fazer algo neste próximo ano porque seria preciso construir a infraestrutura”, explicou o chefão da McLaren, que vê o evento em potencial como o termômetro para avaliar as chances de levar o Mundial de F1 à Flórida.
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

“Mas acho que a exibição seria precursora para que haja outra corrida na América do Norte. E definitivamente há negociações muito ativas com Miami”, garantiu.

 
No momento, a única categoria de elite do esporte a motor que corre nos arredores de Miami é a Nascar, que realiza há alguns anos sua etapa derradeira e decisiva no circuito oval de Homestead. A última prova da Indy nas ruas de Miami aconteceu em 1995, partindo para Homestead entre 1996 e 2010. Já a Fórmula E correu na cidade pela primeira e única vez na temporada inaugural da sua história.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube