F1
18/06/2018 07:19

Diretor da Renault fala de combustível como fonte de “potência extra” e vê fornecedor da Red Bull “um pouco atrás”

Diretor da Red Bull, Cyril Abiteboul avaliou que o fornecedor de combustível da Red Bull está “um pouco atrás” dos concorrentes. Dirigente destacou que é possível ganhar potência extra por meio do combustível
Warm Up / Redação GP, de São Paulo
 Daniel Ricciardo (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)

Diretor da Renault, Cyril Abiteboul avaliou que a Red Bull não tem um ganho extra de potência por conta de seu fornecedor de combustível. Na visão do dirigente, a Exxon-Mobil, que atende os taurinos, está “um pouco atrás” da Castrol de Renault e McLaren.
 
Em um momento de incerteza na relação entre as duas partes, já que a Red Bull ainda considera uma mudança para os motores Honda, Abiteboul entende que o time de Daniel Ricciardo e Max Verstappen não consegue extrair o máximo do propulsor francês por conta do fornecedor de combustível.
Cyril Abiteboul acredita que Red Bull está sendo limitada por forncedor de combustível (Foto: Xavi Bonilla/Grande Prêmio)
“Você pode conseguir potência extra por meio do combustível, mas só garantimos igualdade de performance com o que temos nas mãos”, disse Abiteboul à publicação alemã ‘Auto Bild’. 
 
“Por razões de estratégia e marketing, eles escolheram seu próprio parceiro, o que apoiamos”, comentou. “Tenho certeza que a Exxon tem a capacidade de recuperar o atraso. Mas, no momento, eles estão um pouco atrás”, concluiu.
CHOQUE DE REALIDADE

F1 TEM CAMPEONATO BOM DE CORRIDAS MONÓTONAS EM 2018