Diretor-técnico da Mercedes nega que Hamilton terá dificuldade para lidar com economia de combustível

Paddy Lowe, diretor-técnico da Mercedes, avaliou que Lewis Hamilton não terá problemas para lidar com as limitações resultantes do novo limite de combustível na F1

Paddy Lowe, diretor-técnico da Mercedes, não acredita que Lewis Hamilton terá problemas para lidar com os efeitos do novo limite de combustível na F1. A partir deste ano, a medida é de 100 kg por corrida.
 
O piloto britânico já reclamou diversas vezes quando pedido para poupar com o carro por razões técnicas, especialmente no ano passado, quando tinha que preservar os pneus. 
Paddy Lowe torce para que economia de combustível não seja fator determinante em 2014 (Foto: Mercedes)
Questionado se acredita que Hamilton poderá lidar com as limitações resultantes do novo limite de combustível, Lowe avaliou: “Acho que você está exagerando neste aspecto”, comentou. “Certamente será um fator nas corridas, mas espero que não vejamos isso como um fator dominante”, continuou. 
 
“Foi o caso na F1 ao longo de muitos de seus vários anos de existência que a gestão de combustível e de pneus foi um fator”, lembrou. “Espero que não seja tão dominante que prejudique o espetáculo”, concluiu. 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube