Em êxtase por conquista do tri da F1, Hamilton vibra com temporada impecável: “O melhor ano que eu já tive”

No auge da vida e da carreira, Lewis Hamilton chega ao tricampeonato aos 30 anos. Diante de uma temporada absolutamente irrepreensível, o britânico disse que há mais por vir e planeja continuar na F1 “por mais sete ou oito anos”. Mas, neste momento, o novo membro do ‘clube dos tricampeões’ só quer comemorar

Lewis Hamilton coroou uma temporada praticamente impecável com a conquista, com três corridas de antecipação, do seu terceiro título mundial de F1. Em 2015, o britânico contou com o melhor conjunto carro-motor, mas também fez valer seu maior talento e, sobretudo, mostrou porque vive no auge da vida e da carreira aos 30 anos. Com o triunfo no último GP dos Estados Unidos, no domingo (25), Lewis venceu dez corridas em 16 disputadas, confirmando assim seu segundo título consecutivo na carreira.

Nas estatísticas gerais, Hamilton já figura entre os grandes da F1. Afinal, é o terceiro com mais vitórias na categoria, com 43 triunfos, e também é o terceiro em número de poles, 46. Tudo fruto de um 2015 absolutamente inacreditável para o britânico.

No topo da F1, Hamilton entende que 2015 foi o seu melhor ano na carreira (Foto: Getty Images)

“Tem sido um ano incrível. Este tem sido o melhor ano que já tive. Não posso acreditar”, vibrou o novo tricampeão em entrevista à emissora britânica Sky Sports.

Questionado sobre o fato de estar na galeria dos melhores da F1 em todos os tempos nas principais estatísticas de performance, Lewis disse que o mais importante são os títulos conquistados ao longo de sua carreira.

“É algo grandioso ter os títulos”, disse o piloto. “Acho que, se eu for lembrado, quero ser lembrado pelas coisas do lado de fora do carro, e essas coisas, os títulos, são a cereja do bolo”, declarou.

 

(function(d, s, id) { var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)[0]; if (d.getElementById(id)) return; js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = “//connect.facebook.net/pt_BR/sdk.js#xfbml=1&version=v2.3”; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs);}(document, ‘script’, ‘facebook-jssdk’));

Restou a Rosberg esquecer a amargura no karaokê. E mandou ver em 'Livin' On A Prayer', de Bon JoviTalvez assim o…

Posted by Grande Prêmio on Segunda, 26 de outubro de 2015

Lewis ainda quer levar a bandeira britânica ao topo da F1 por muito tempo (Foto: Getty Images)

Já em entrevista à revista ‘Forbes’, Lewis disse que pretende correr por mais sete ou oito temporadas, no máximo. “37 ou 38 anos é o suficiente para mim”, declarou o novo tricampeão, ciente de que tem o poder de influenciar muitas pessoas por seu sucesso nas pistas e também pelo seu estilo de vida fora delas.

“Definitivamente, estou muito consciente da minha posição. A posição em que estou hoje é privilegiada para conseguir fazer a diferença em várias áreas”, afirmou Hamilton, que não hesitou em falar que o melhor ainda está por vir. “Ainda vou carregar essa bandeira por vocês e simplesmente seguir fazendo isso o tempo que eu puder, com orgulho”, finalizou.

VIU ESSA? O POLÊMICO INCIDENTE ENTRE ROSSI E MÁRQUEZ NA MOTOGP

determinarTipoPlayer(“15655524”, “2”, “0”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube