Embaixador da Renault, Prost espera avanço nas negociações para fornecimento de motores de 2014

Alain Prost espera avanço nas negociações entre Renault e as equipes para acordo sobre fornecimento dos motores de 2014 neste fim de semana. F1 vai aposentar os atuais V8, dando lugar aos V6 turbo com capacidade de 1,6L

As imagens da quinta-feira no F1 em Monte Carlo 
Acompanhe a cobertura do GP de Mônaco no GRANDE PRÊMIO
Automobilismo na TV: a programação do fim de semana

A temporada 2014 da F1 será marcada por uma grande mudança na motorização dos carros da categoria. No próximo ano, o Mundial vai aposentar os tradicionais V8 e instalar os novos V6 turbo com capacidade de 1,6L.
 
Prost afirmou que negociações sobre motores devem acelerar em Monte Carlo (Foto: Beto Issa)

Com a entrada do novo regulamento, muitas equipes estão de olho no mercado, buscando acordos mais vantajosos para a temporada que está por vir. Participando de uma entrevista coletiva em Mônaco na última quinta-feira (23), Alain Prost, embaixador da Renault, declarou que esperava progressos nas negociações pelos motores de 2014 neste fim de semana.

“Não estou negociando com os times pessoalmente, mas todos nós sabemos que as coisas vão acelerar neste fim de semana”, disse o tetracampeão. “Não posso dizer todas as datas de todos os times, mas eu espero que seja logo”, completou Prost.

 
No início da semana, relatos da imprensa internacional davam conta de que o acordo entre Renault e Toro Rosso já estava selado, mas uma fonte da equipe declarou à agência GMM que ainda faltam alguns pontos a serem definidos. “Ainda há muitas questões em aberto”, contou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube