Envolvida em polêmicas sobre regulamento, Red Bull afirma que é punida por ser criativa

Após o GP da Hungria do último domingo (29), foi revelado que a Red Bull vem fazendo alterações em seu carro ao longo da temporada graças a intervenções da FIA. Para Christian Horner, a equipe sofre sanções porque é mais criativa que as outras

Depois da polêmica envolvendo o mapeamento dos motores no GP da Alemanha, foi revelado no ultimo domingo (29), após o GP da Hungria, que a Red Bull teve que mudar um dispositivo que permite o ajuste da suspensão na etapa do Canadá, que aconteceu em junho, na vitória de Lewis Hamilton. Naquela prova, Sebastian Vettel acabou em quarto e Mark Webber foi o sétimo colocado.

Chefe de equipe dos taurinos, Christian Horner reagiu às novas críticas e ressaltou o fato de que o RB8 não foi considerado irregular em nenhuma das etapas disputadas até aqui. O dirigente também afirmou que não entende o motivo de os austríacos serem criticados por interpretar o regulamento de forma variada ao longo do ano.

"As folhas com o resultado final da qualificação e da corrida saem, e o carro está em conformidade com o regulamento", disse. “Todo resto é besteira. No final do dia, a FIA (Federação Internacional de Automobilismo) e os comissários decidem se o carro é legal ou não. Toda vez que nosso carro tem sido questionado por outras equipes, nós sempre respeitamos o regulamento”.

Horner diz que regulamento da F1 é aberto para interpretação (Foto: Red Bull/Getty Images)

Durante toda temporada, a Red Bull precisou fazer pequenas alterações no carro por conta de várias intervenções da FIA na equipe após o final da várias provas. Para Horner, o regulamento está aberto para interpretação e diz que a ação da entidade máxima do automobilismo é uma forma de minar a criatividade na F1.

"É claro que a natureza da F1 é competitiva, mas os regulamentos são escritos de tal forma que eles estão abertos à interpretação”, ressaltou. “Da HRT à Red Bull, cada equipe só interpreta as regras, caso contrário, todos os carros seriam iguais. Parte de nossa força é a nossa criatividade e eu não acho que devemos ser criticados por sermos criativos”, finalizou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube