Envolvido em incidente com Ricciardo, Rosberg revela que correu na Hungria de olho em Hamilton‏

Nico Rosberg reconheceu que estava mesmo preocupado com o desempenho de Lewis Hamilton no GP da Hungria. Entretanto, o alemão garante que, nem por isso, tirou o olho de seus oponentes e que o resultado em Hungaroring foi apenas ocasional

Nico Rosberg acabou de péssima forma o GP da Hungria deste domingo (26). O alemão esteve próximo da liderança durante toda a corrida, mas se envolveu em um acidente com Daniel Ricciardo já no final, teve um pneu furado e ficou apenas na oitava colocação. O alemão admitiu que correu o tempo todo pensando no desempenho de Lewis Hamilton, mas negou que isso tenha sido decisivo para o seu resultado ruim.
 
Rosberg afirmou que a Mercedes não esquece as rivais, mas admitiu que sua preocupação maior na Hungria era mesmo com Hamilton.
 
“Nós sempre ficamos de olho no que estão fazendo nossos adversários, mas naturalmente nosso foco está em vencer as corridas, então eu estava mais preocupado com Lewis”, disse.
 
Para o alemão, entretanto, não é perigoso que ele e Hamilton se preocupem especialmente um com o outro, já que a Mercedes segue muito na frente das rivais.
 
“Mas eu não acho que isso seja perigoso. Foi algo ocasional, nosso carro continua sendo incrível”, falou.
Nico Rosberg reconheceu que estava de olho em Lewis Hamilton durante toda a prova na Hungria (Foto: AP)
Para Toto Wolff, entretanto, a Mercedes não pode deixar de lado os rivais e precisa ficar atenta.
 
“Nós precisamos ser, sim, cuidadosos. Estamos 42 pontos na frente no Mundial de Pilotos, mas já vimos que, em uma corrida ruim, tudo cai por terra. Precisamos ficar espertos”, afirmou.
 
Hamilton segue firme na liderança da temporada com 202 pontos. Rosberg é o segundo com 181, vendo agora a aproximação de Vettel, que tem 160. 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube