Como demorado desfile de pilotos fez Alonso escalar pelotão na largada em Miami?

Fernando Alonso revelou ter parado para observar o asfalto do Circuito de Miami durante o desfile dos pilotos, que aconteceu antes da corrida, e notou que trecho estava limpo

FÓRMULA 1 2022 AO VIVO: GP DE MIAMI DE F1 | Briefing

Fernando Alonso afirmou que o desfile dos pilotos, um dos momentos feitos para o público de Miami antes da corrida, foi proveitoso para que ele pudesse observar a pista e tirar vantagem na largada. O experiente espanhol ganhou uma posição no grid com a largada de Lance Stroll do pit-lane e enfileirou ultrapassagens sobre Lewis Hamilton, Lando Norris e Yuki Tsunoda nas primeiras curvas da disputa do último domingo (08).

Após a disputa, Alonso revelou que parou para observar o asfalto durante o desfile dos pilotos e conseguiu ver que a parte de fora da curva um parecia oferecer um alto grau de aderência. Assim, o piloto decidiu que a melhor opção seria ir por fora logo após a largada.

“Eu tive uma boa largada, mas então escolhi ir por fora na curva um”, explicou Alonso. “Eu observei [a pista] durante o desfile dos pilotos — que hoje foi o mais lento que tivemos. Graças a isso, nós paramos na parte de fora da curva um, então eu olhei por uns 20 segundos, senti que tinha mais aderência e não tinham pedras, cascalhos, nada, estava muito limpo”, prosseguiu.

▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Alonso conseguiu ultrapassar vários carros na largada, mas terminou fora dos pontos após punições (Foto: Alpine)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Alonso ainda deu um leve toque na roda traseira esquerda de Hamilton, mas conseguiu ganhar a posição e assumir o sétimo lugar ainda na primeira volta. Fernando ainda cruzou a bandeirada em nono pelo que considerou azar com o momento em que o safety-car entrou na pista, mas acabou perdendo duas posições após ser punido pela direção de prova após a disputa — Alexander Albon e Lance Stroll herdaram nono e décimo lugares, respectivamente.

“Então eu disse: ‘vou por fora na curva um’. Eles estavam freando com cuidado na parte de dentro e consegui ganhar algumas posições ali”, afirmou. “Tivemos um pouco de azar com o momento do safety-car, enquanto outros tiveram um pouco mais de sorte”, lamentou.

Por fim, Alonso ainda pediu desculpas pelo toque que deu na traseira de Pierre Gasly enquanto ambos batalhavam por posição em Miami. O francês da AlphaTauri já tinha reclamado do momento, e o espanhol da Alpine fez questão de reconhecer o erro e admitir a culpa.

“Provavelmente estaríamos na briga pelo sétimo ou oitavo [lugares] sem isso [o safety-car]”, opinou. “E então, eu cometi um erro quando tentei ultrapassar Pierre [Gasly], o que foi minha culpa e peço desculpas. Estávamos prontos para devolver a posição, mas ele entrou nos boxes nesse momento e tive que pagar os 5s”, encerrou.

A Fórmula 1 retorna apenas daqui a duas semanas, com a disputa do GP da Espanha, em Barcelona, marcada para acontecer entre os dias 20 e 22 de maio.

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar