Alonso diz que “podia ser mais rápido”, mas preferiu cautela em misteriosa Zandvoort

Sexto colocado no GP da Holanda, Fernando Alonso disse ter priorizado por uma corrida mais cautelosa e, por isso, a sexta posição era o máximo que a Alpine conseguiria alcançar

ZZZZZ!… GP DA HOLANDA DE F1: VERSTAPPEN VENCE E TIRA LIDERANÇA DE HAMILTON | Briefing

Foi um bom fim de semana para a Alpine em Zandvoort. Depois de obter um desempenho decente nos treinos livres e de colocar os dois carros no Q3 na classificação, a equipe de Enstone fez uma corrida segura e seguiu no top-10 ao longo de todo o GP da Holanda neste domingo (5). Fernando Alonso fez outra notável corrida na temporada, com direito a ultrapassagem dupla sobre Esteban Ocon e Antonio Giovinazzi na curva 3 na primeira volta. Nas voltas finais, o bicampeão do mundo superou a Ferrari de Carlos Sainz para terminar em sexto.

Ocon também marcou pontos, mas teve de amargar a ultrapassagem no fim para um embalado Sergio Pérez, da Red Bull. O francês, vencedor do GP da Hungria, finalizou a disputa em nono lugar.

Ao longo dos últimos dias, Alonso disse que seria “desafiador” correr em Zandvoort, justamente pela dificuldade em realizar manobras de ultrapassagem. Por isso, o veterano de 40 anos fez a melhor estratégia pensando no cuidado com os pneus.

“Foi tudo bem. Uma corrida bem executada. Não sabíamos como os pneus funcionariam. Executamos a estratégia de acordo com o que sentíamos. Não tínhamos parâmetros para esta corrida pela falta de informações. Foram muitas voltas, por isso tentei ir o mais devagar possível, embora parecesse muito lento. Acho que Esteban estava indo mais rápido, então eu poderia ter corrido mais rápido também, mas não queria”, disse.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

FERNANDO ALONSO; ALPINE; FÓRMULA 1; TREINO LIVRE 3; GP DA HOLANDA;
Fernando Alonso reiterou que manteve cautela para chegar entre os pontuadores no GP da Holanda (Foto: Alpine)

“A sexta posição era o máximo que conseguiríamos hoje. Foi um desafio porque não sabíamos qual seria o equilíbrio do carro faltando dez voltas. Foi um desafio para todos”, acrescentou.

Ocon endossou o discurso do companheiro de equipe. O francês disse que foi “divertido” correr em Zandvoort, mas que poderia ter feito um pouco mais neste domingo, sobretudo após a ultrapassagem sofrida por ‘Checo’ Pérez no fim. O mexicano, com pneus macios no seu último stint, imprimiu um melhor ritmo e tomou a posição de Ocon sem muitos problemas.

“Dava para ter feito um pouco mais hoje. Foi uma largada complicada, com alguns toques com outros carros. Foi muito divertido correr aqui, me esforcei ao máximo. Mas não acho que tivemos sorte. No fim das contas, não consegui segurar Sergio, poderia ter me saído melhor. Ainda assim, foi uma boa corrida, colocamos os dois carros na zona de pontuação, então podemos olhar para isso como algo positivo”, concluiu o francês.

A Fórmula 1 volta a acelerar já no próximo fim de semana com a 14ª etapa da temporada 2021 do campeonato. Monza será palco de uma programação diferente para o GP da Itália por conta da primeira corrida de classificação de F1 realizada no ‘templo’ do automobilismo mundial, no sábado. O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo sempre AO VIVO e em TEMPO REAL.

Carlos Sainz bateu forte a Ferrari na inclinada curva 3 do circuito de Zandvoort no treino livre 3 (Vídeo: F1 TV)

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar