Alonso vibra com pódio no Catar após 7 anos de jejum: “Porra! Esperei tanto tempo”

Fernando Alonso terminou o GP do Catar na terceira posição, seu melhor resultado desde o retorno à Fórmula 1 e o primeiro pódio nos últimos sete anos

F1 NO CATAR: HAMILTON VENCE, VERSTAPPEN 2°, ALONSO NO PÓDIO | Briefing

Fernando Alonso fez corrida espetacular pela Alpine neste domingo (21), no primeiro GP do Catar da história da Fórmula 1, para terminar em terceiro lugar e assegurar seu melhor resultado da temporada, na 20ª etapa do ano. Após ganhar duas posições no grid de largada com as punições a Valtteri Bottas e Max Verstappen, o veterano garantiu a manutenção do posto e subiu ao pódio pela primeira vez desde seu retorno à F1. A última vez havia sido no GP da Hungria de 2014, ainda como piloto da Ferrari.

O bicampeão mundial recordou o tempo de jejum, que incluiu inclusive um período de retirada sabática.

“Inacreditável! Faz sete anos…”, recordou-se Alonso. “Mas finalmente, conseguimos. Ficamos perto em algumas corridas, mas não foi o suficiente. Sóchi foi a última possibilidade. Achei que fosse liderar na virada para a curva um, com pneus macios contra Lewis [Hamilton, que largou de médios] e também no final, muito apertado contra o ‘Checo’ [Sergio Pérez, que terminou em quarto]”, explicou.

Alonso soma 15 pontos na tabela de classificação com o terceiro lugar no Catar. Somando a pontuação do espanhol com a de Esteban Ocon, seu companheiro de equipe e que terminou a corrida em quinto — fazendo 12 pontos —, a Alpine sai de Losail com 27 tentos na bagagem. Vale lembrar que Fernando já havia afirmado não acreditar em um pódio para a equipe até o final da temporada, ao considerar o GP da Rússia, disputado em Sóchi, como uma oportunidade perdida.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

FERNANDO ALONSO; GP DO CATAR; LOSAIL; ALPINE;
Fernando Alonso largou em terceiro no Catar e conseguiu manter a posição até cruzar a linha de chegada (Foto: Alpine)

“Com Esteban [Ocon] em quinto lugar, foi um bom domingo”, celebrou. “Planejamos uma parada desde o início, mas não sabíamos a temperatura e a degradação. Foi muito bem executado. A confiabilidade do carro é ótima, e eles merecem isso. Porra! Eu estava esperando tanto tempo por isso!” extravasou Alonso, sem conter a alegria pelo pódio aos 40 anos de idade.

A situação fica ainda melhor levando em consideração que sua concorrente direta pelo quinto lugar, a AlphaTauri, não somou pontos — Pierre Gasly terminou em 11ª após largar em segundo e Yuki Tsunoda foi apenas o 13º. Assim, a Alpine sobe diretamente aos 139 tentos, contra os mesmos 112 da AlphaTauri, que chegou ao Catar empatada na tabela de classificação com o time de Alonso e Ocon.

A Fórmula 1 volta a acelerar entre os dias 3 e 5 de dezembro, com a penúltima etapa do ano. Mais uma vez, a categoria vai hospedar uma corrida pela primeira vez em sua história, no GP da Arábia Saudita, a ser disputado no Circuito de Jedá.

Max Verstappen apresentou problemas na asa móvel do carro no Catar (Vídeo: Reprodução)

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar