Ferrari vê avanços em motor e redução de distância para oponentes: “Estamos igualando”

Após problemas em 2020, Mattia Binotto vê avanços da Ferrari no motor, e crê que distância para as concorrentes foi bastante reduzida. Time está em quarto no Mundial de Construtores

QUEM VAI GANHAR O MUNDIAL DE CONSTRUTORES DA F1 2021: MERCEDES OU RED BULL? | GP às 10

A Ferrari surpreendeu pelo desempenho no GP dos Estados Unidos, com Charles Leclerc fechando a prova na quarta colocação, enquanto Carlos Sainz foi sétimo. O desempenho deixou a equipe italiana apenas 3.5 pontos atrás da McLaren na briga pelo terceiro lugar no Mundial de Construtores. Para o chefe de equipe Mattia Binotto, a evolução no motor fez o time surpreender pela performance em Austin.

A unidade de potência é um problema da Ferrari desde 2020, quando o time passou a sofrer problemas depois de fechar um acordo com a FIA por conta de irregularidades no motor de 2019. Agora, Binotto confia que a distância para os concorrentes foi diminuída.

“A potência adicional sempre está disponível nas retas, então você tem esse benefício do começo da reta, assim como no fim. Se olharmos para este fim de semana, estávamos andando com o máximo de downforce, mas de alguma forma, estamos quase igualando a velocidade dos outros”, declarou Binotto em entrevista reproduzida pela revista inglesa Autosport.


▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Carlos Sainz lamentou pit-stops ruins da Ferrari (Foto: AFP)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

“Considerando a situação do ano passado, foi um grande passo em frente. Ainda sabemos que existe uma distância para o melhor motor hoje, mas acreditamos que esta distância não seja tão dramática”, completou.

Nas provas mais recentes, disputadas na Turquia e nos Estados Unidos, a Ferrari conseguiu diminuir a distância para a McLaren na disputa pelo top-3, levando o time de Woking a acreditar que os italianos têm o melhor carro no momento. O desempenho de Austin faz Binotto ter esperanças para as corridas seguintes.

“No geral, pelo balanço da volta, acho que fomos claramente mais rápidos neste fim de semana. No papel, não era um circuito que se encaixava com nosso carro, por isso estou satisfeito com o progresso que vi nas últimas corridas, certamente a ajudado motor na classificação e corrida me dá confiança para as próximas corridas”, concluiu.

F1: VERSTAPPEN SEGURA HAMILTON NO BRAÇO, VENCE NOS EUA E DÁ PASSO PARA TÍTULO | Paddock GP #262
Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar