Ferrari conclui análise e confirma quebra da suspensão como causa de acidente de Massa em Mônaco

Felipe Massa bateu forte no GP de Mônaco e chegou a ser levado para um hospital próximo ao circuito, mas passa bem. Ele se acidentou duas vezes no fim de semana

De volta a Maranello, a Ferrari concluiu, nesta segunda (27), a análise do carro do brasileiro Felipe Massa após o acidente sofrido pelo piloto na 28ª volta do GP de Mônaco. E o time de engenheiros da equipe italiana constatou que uma quebra na suspensão dianteira esquerda fez com que Massa fosse de encontro ao guard-rail.

Diretor-técnico da escuderia, Pat Fry já havia admitido, no domingo, que o brasileiro não teve culpa do que aconteceu na corrida, ao contrário do acidente de sábado, quando Felipe errou o ponto de freada e bateu de maneira quase idêntica. Esse incidente no terceiro treino livre destruiu a F138 e tirou o piloto do treino classificatório, forçando-o a largar na última posição.

Suspensão dianteira esquerda do carro de Massa quebrou e provocou o acidente (Foto: Getty Images)

Agora, para evitar que a falha se repita, os bólidos de Massa e de Fernando Alonso serão avaliados pelo departamento de montagem antes da viagem para o Canadá, onde, daqui a duas semanas, a sétima etapa do Mundial de F1 será disputada.

No site da Ferrari, Stefano Domenicali disse que a temporada 2013 está sendo marcada por uma “montanha russa de emoções” com uma alternância de sucessos e decepções.

“A melhor notícia do fim de semana de Monte Carlo é que Felipe se encontra bem”, disse. “Dois acidentes fortes em menos de 24 horas e tudo o que se manifesta é uma pequena dor muscular. Felizmente, não há outras lesões,” encerrou o dirigente italiano.

A classificação do Mundial de Pilotos
A classificação do Mundial de Construtores

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube