F1

Ferrari descarta “solução mágica” para GP do Canadá, mas aposta em menor diferença para Mercedes

No ‘olho do furacão’ depois de mais uma jornada difícil na temporada, Mattia Binotto avisou que a Ferrari vai ao GP do Canadá sem nenhuma atualização significativa na SF90. No entanto, o chefe da escuderia de Maranello aposta em uma diferença menor para a Mercedes. A Ferrari venceu no ano passado em Montreal com Sebastian Vettel

Grande Prêmio / Redação GP, de Sumaré
A Fórmula 1 parte para fechar seu primeiro terço da temporada 2019 com a disputa da sétima etapa no campeonato, o GP do Canadá, neste fim de semana. A Ferrari venceu no circuito Gilles Villeneuve no ano passado, com Sebastian Vettel, mas segue para Montreal nos próximos dias com os pés no chão. Mattia Binotto avisou que não há nenhuma atualização prevista para a SF90 e é realista sobre as expectativas do time de Maranello para a corrida que está por vir.
 
“Sabemos que não somos competitivos o bastante agora e, no momento, não temos mais mudanças no carro que possam ter um efeito significativo e que ajudem a melhorar os problemas que encontramos desde o começo da temporada”, afirmou Binotto em entrevista coletiva ainda no domingo do GP de Mônaco.
 
“Não acho que tenha nenhuma solução mágica no Canadá. Montreal é uma pista diferente, com um acerto diferente, com compostos diferentes, configurações distintas”, explicou o chefe da Ferrari.
Mattia Binotto é realista sobre as chances da Ferrari no fim de semana em Montreal (Foto: Twitter)
Entretanto, a expectativa de Binotto é que a Ferrari renda melhor, por exemplo, que no circuito de Barcelona, e aposta na possibilidade de andar um pouco mais próxima à Mercedes, grande força da F1 com seis vitórias em seis corridas na temporada 2019.
 
“Acho que é muito difícil julgar. Acho que vamos estar em melhor forma na comparação com Barcelona, mas acredito que a Mercedes ainda tem o melhor carro e está mais forte no momento. Acho que são eles que ainda vão estar à frente, mas talvez a diferença seja menor. Se houver alguma oportunidade, estaremos prontos para aproveitá-la”, complementou.


Paddockast #20
Punições tardias, circuitos chatos... O que tem de acabar no esporte a motor?



Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.