Ferrari se decepciona com abandono, mas não joga toalha e promete: “Vamos brigar até a última curva do último GP”

Chefe da Ferrari, Maurizio Arrivabene reconheceu que o duplo abandono em Singapura foi decepcionante, mas deixa claro que a equipe italiana não vai desistir tão cedo da batalha com a Mercedes: “Isso ainda não acabou”

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Apesar do desastroso fim de semana da Ferrari em Singapura, o chefe Maurizio Arrivabene se recusou a jogar a toalha. E garantiu que a equipe italiana vai lutar até a "última curva do último GP da temporada" pelo título. O dirigente admitiu a decepção com o duplo abandono, mas deixou claro que a "batalha ainda não acabou".

 
Depois de uma pole-position espetacular no sábado, confirmando o favoritismo do carro vermelho nas ruas de Marina Bay, Vettel se envolveu em um acidente com Max Verstappen e o companheiro Kimi Räikkönen logo na largada. 
 
Sebastian saltou em linha reta, mas veio o trazendo o carro para dentro para se defender de um eventual ataque de Max, que saía em segundo. Só que Kimi também largou muito bem e foi passando o holandês por dentro, no momento em que o piloto da Red Bull se defendia do tetracampeão. O toque entre os três foi inevitável. E o abandono veio como consequência.
Acidente na largada em Singapura tirou Vettel, Räikkönen e Verstappen da corrida (Foto: AFP)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Como se não bastasse o caos, a escuderia ainda viu o maior rival, Lewis Hamilton, vencer a corrida e abrir 28 pontos na liderança do campeonato, restando agora seis etapas para o fim do campeonato. "Isso foi muito decepcionante e, definitivamente, não era o resultado que esperávamos aqui", afirmou o italiano. "Mas isso não significa que a briga acabou, só se tornou mais difícil", completou.

 
"Estamos também chateados pelos nossos fãs, mas vamos voltar. Provamos que temos um carro excelente e dois grandes pilotos. Todos nós, tanto os que estavam em Singapura quanto os que trabalham em Maranello, temos um cavalinho rampante estampado em nossos corações. Por isso, garantimos que vamos lutar até o fim, até a última curva da última corrida do ano", acrescentou o dirigente.
ALONSO SEM HONDA EM 2018?

É CAPAZ DE A TORO ROSSO IR BEM E A RENAULT FALHAR NA MCLAREN 

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube