FIA confirma que Honda não vai ser punida na próxima troca de motor para compensar sanções da Áustria

A FIA (Federação Internacional de Automobilismo) comunicou à Honda que ela também será beneficiada pela modificação no regulamento que permite que fábricas em seu primeiro ano na F1 utilizem cinco motores. Assim, a McLaren não sofrerá nenhuma sanção ao introduzir seu próximo propulsor, uma vez que já fez uso da quinta unidade e foi punida por isso

Indagada pela Honda, a FIA (Federação Internacional de Automobilismo) confirmou que a montadora nipônica não será punida em sua próxima troca de motor. A ausência de sanção é resultado de uma mudança na regra aprovada pelo Conselho Mundial da F1, que agora permite o uso de cinco propulsores por ano por novos fabricantes em sua primeira temporada.
 
A Honda, no entanto, já usou seu quinto motor e foi penalizada por isso. Por isso, a fábrica nipônica procurou a FIA em busca de esclarecimentos.
McLaren não vai ser punida na próxima troca de motor (Foto: AP)
 “Não sabemos os detalhes de como vamos recuperar as punições da Áustria e etc. Nós temos de confirmar alguns detalhes agora que a FIA tomou sua decisão”, disse um porta-voz da Honda.
 
De acordo com a publicação norte-americana ‘Motorsport.com’, a FIA concordou com uma ‘dispensa especial’ para que a Honda possa usufruir de seu motor extra, ainda que já tenha sido punida pela quinta unidade.
 
Agora, a Honda estuda o melhor momento de lançar mão do benefício, já que planeja usar suas fichas de desenvolvimento apenas após a pausa para as férias de verão.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube