F1

Force India oficializa retorno de Sutil como titular e completa grid para temporada 2013 da F1

Adrian Sutil está de volta à F1. Depois de ter ficado um ano longe da categoria, o alemão foi confirmado nesta quinta-feira (28) como titular da Force India. Com o anúncio, todas as 22 vagas para este ano estão ocupadas, ainda que a situação de Luiz Razia seja uma incógnita

Warm Up / Redação GP, de Sumaré

Adrian Sutil terá uma rara segunda chance na F1. O alemão, de 30 anos, foi oficializado nesta quinta-feira (28) como titular da Force India para a temporada 2013. Depois de ter ficado um ano fora da categoria, quando deu lugar a Nico Hülkenberg, Adrian volta à equipe de Silverstone justamente para ocupar a vaga do compatriota, que rumou para a Sauber. Sutil voltará a contar com Paul di Resta como companheiro de equipe.

Desta forma, a F1 tem o grid completo para a temporada 2013. Assim como no ano passado, a categoria viu a definição da sua última vaga acontecer durante a pré-temporada. Em 2012, Vitaly Petrov ocupou o cockpit que era de Jarno Trulli na Caterham. Neste ano, Sutil venceu a concorrência com Jules Bianchi e assumiu uma das vagas mais cobiçadas no pelotão intermediário do grid. No entanto, a situação de Luiz Razia na Marussia ainda é uma incógnita, já que o brasileiro depende do pagamento dos seus patrocinadores até mesmo para ganhar quilometragem com o novo MR02. Enquanto sua situação não se resolve, Max Chilton dá sequência aos trabalhos do time anglo-russo até que haja uma definição.

Confirmado na Force India como titular, Sutil vai testar na sexta e no sábado em Barcelona. O objetivo será acumular quilometragem suficiente para chegar em Melbourne, local do GP da Austrália, entre 15 e 17 de março, minimamente preparado.

Adrian Sutil está de volta à F1. O alemão foi confirmado nesta quinta-feira pela Force India (Foto: Force India)

Bianchi, a princípio, permanece na Force India como piloto de testes. Elogiado na cúpula da equipe comandada por Vijay Mallya, o francês, forjado na Academia de Pilotos da Ferrari, pode ser um trunfo do time, caso haja a opção por trocar a Mercedes pela Ferrari como fornecedora de motores a partir da próxima temporada.

Sutil, obviamente, vibrou com seu retorno à principal categoria do automobilismo mundial. “Estou determinado em voltar para a F1, especialmente por uma equipe que eu conheço tão bem. Estou muito feliz e quero agradecer à Sahara Force India por me dar uma segunda chance. Depois de ter ficado afastado do esporte, estou ainda mais determinado para alcançar meus objetivos na F1”, comemorou.

“As coisas correram muito bem nos testes em Barcelona na semana passada e quase me senti como se jamais tivesse deixado [a categoria]. Pilotar o carro foi algo natural e consegui voltar rapidamente e buscar meu limite. Agora, meu foco está em fazer o máximo na última sessão de treinos nesta semana, trabalhando com a equipe no simulador e ficar na melhor forma possível para Melbourne”, complementou o piloto alemão, que tem ascendência uruguaia.

A experiência e, principalmente o histórico de Sutil com a Force India pesaram muito no seu retorno à equipe. Adrian fez sua temporada de estreia pela equipe holandesa Spyker, em 2007. No ano seguinte, o time foi adquirido por Vijay Mallya, que o rebatizou de Force India. Por lá, Sutil seguiu por cinco anos e mostrou evolução contínua. Em 2011, o alemão alcançou seu melhor desempenho em uma temporada, terminando o Mundial na nona posição. Curiosamente, neste mesmo ano, Adrian foi dispensado para dar lugar ao compatriota Hülkenberg.

Depois de ter vivido um ano sabático e de ter escapado de prisão no caso de agressão a Eric Lux, executivo do Grupo Genii, na noite do GP da China, em Xangai, Sutil está de volta, para a alegria do patrão Mallya.

“A decisão quanto à nossa dupla de pilotos não foi algo fácil e nós levamos isso em consideração ao longo dos últimos meses. Foi por pouco, mas finalmente sentimos que a experiência de Adrian e sua ligação histórica com a equipe foram cruciais, e isso vai nos dar uma melhor possibilidade de tornar realidade as nossas ambições para a temporada que se avizinha. Se ele redescobrir a forma excepcional que ele mostrou em 2011, estou confiante de que nós poderemos continuar de onde paramos", vibrou o bilionário indiano.

O dono da Force India, no entanto, não deixou de falar sobre Bianchi, preterido para dar lugar ao experiente Sutil. "Quanto a Jules Bianchi, ele nos impressionou enormemente com sua velocidade e sua ética, e espero que nós possamos seguir trabalhando com ele neste ano para ajuda-lo a se desenvolver como um futuro titular”, concluiu.