Russell afirma que decisão sobre vaga na Mercedes sai até meio do ano: “Estou pronto”

George Russell não esconde que seu desejo é ir para a Mercedes - e, diferentemente das assinaturas de contrato para 2021, espera que sua mudança para lá não só ocorra, como seja rápida

Se demorou até dias antes da pré-temporada para assinar o novo contrato de Lewis Hamilton, e mesmo o de Valtteri Bottas também saiu após alguma novela, a expectativa é de que, para 2021, a Mercedes não enrole tanto para definir sua dupla para a próxima temporada – ou, ao menos, é o que pensa George Russell.

O piloto da Williams, que chegou a disputar prova pela heptacampeã em 2020, no Sakhir, após Hamilton se ausentar por Covid-19, deixou claro em entrevista à agência de notícias PA que deseja mudar de equipe na próxima temporada e que a decisão venha cedo.

GUIA F1 2021
+Mercedes enfrenta revés com carro instável, mas abre temporada favorita
+Verstappen encara perspectiva de briga por título e desafio com Pérez
+F1 dá falsa ideia de continuísmo, mas mexe bem nas regras antes de revolução

George Russell brilhou no GP de Sakhir pela Mercedes (Foto: Mercedes)

“Minha relação com a Mercedes e com Toto Wolff está mais forte do que nunca. Eles sabem da situação. Quero lutar por vitórias e por campeonatos. Eles viram o que posso fazer no Bahrein. Preciso focar em mim e não ficar atormentando. No passado, sempre tentei fazer as coisas acontecerem, mas agora é diferente. Estou com a Mercedes há sei anos, são minha segunda família e se acontecer, vai ser de forma natural”, declarou.

“Tudo vai ser decidido até a parada de verão (em agosto) para todos – para a Williams, para a Mercedes e para os pilotos, para que seja justo para todos. E, a não ser que algo ocorra nos próximos seis meses, a Mercedes sabe da minha posição. Estou ficando melhor a cada ano e acredito que estou no nível para brigar por vitórias e pelo título mundial. Mas vamos ver. Na Fórmula 1 você não pode dar nada como garantido”, completou.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

WEB STORIES: Band se prepara para transmitir F1 até champanhe acabar’

Por fim, Russell revelou que não falou com Hamilton após substituí-lo na Mercedes: “Não, nada. Mas nossa relação é boa, não há problemas. Não sei se esperava que ele falasse comigo após a corrida. Mas é aquilo: não sei como me sentiria se alguém me substituísse na Williams”, finalizou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube