F1

Giovinazzi vê Räikkönen “realmente motivado” na Alfa Romeo e diz: “É um professor e uma referência”

Antonio Giovinazzi está bastante satisfeito em ter Kimi Räikkönen como companheiro na temporada 2019. O italiano ressaltou toda a experiência que o campeão de 2007 acumulou ao longo dos anos na Fórmula 1, e já disse esperar aprender muito com o finlandês
Grande Prêmio / EVELYN GUIMARÃES, de Barcelona / NATHALIA DE VIVO, de São Paulo
Antonio Giovinazzi não escondeu a satisfação em ter Kimi Räikkönen como companheiro em 2019. O piloto ressaltou como o finlandês pode ser um professor e uma referência para temporada, já que acumulou tanta experiência na Fórmula 1.
 
A dupla desta temporada da Alfa Romeo é a união da experiência do finlandês, com 291 largadas no currículo e o título de 2007, e a juventude do italiano, que está em seu primeiro campeonato completo na categoria – chegou a fazer duas provas em 2017, quando substituiu Pascal Wehrlein.
 
Giovinazzi vê então como uma grande oportunidade dividir os boxes com Kimi, já pensando em tudo o que pode aprender com o #7. “Kimi está realmente motivado neste ano e é algo realmente bom de ter. Para mim ele pode ser um professor, mas também uma referência durante o ano”, falou.
Antonio Giovinazzi (Foto: Alfa Romeo)
“Com os resultados e tudo, a coisa importante no final é trabalharmos bem juntos, indo na mesma direção com o carro, e conseguir o melhor resultado para a equipe. Räikkönen é um bom objetivo eu diria. É um piloto campeão mundial, que venceu uma corrida de Fórmula 1 em outubro, então, sim, acredito que ele pode ser um bom objetivo”, continuou.
 
Antonio também comemorou o fato de poder estrear de forma integral e como piloto titular da Fórmula 1. O italiano relembrou seus tempos de piloto de testes nas duas últimas temporadas, reconhecendo que não era fácil ter de pilotar diferentes carros.
 
“Esse vai ser meu carro, estou trabalhando com minha equipe, meu engenheiro e tudo. Nos dois últimos anos, eu fui o terceiro piloto, então sempre estava pulando de um carro para outro. Não foi muito fácil. Mas agora estou aproveitando o momento”, encerrou.