carregando
F1

Glock confirma quebra de contrato com Marussia e abre nova vaga no grid da F1

Piloto alemão confirmou a notícia dada pelo ‘Bild’ neste domingo (20) e vai mesmo deixar a Marussia. Com isso, uma terceira vaga no grid está aberta faltando poucos dias para o início da pré-temporada da F1

Warm Up / Redação GP, de São Paulo

Não demorou muito para Timo Glock confirmar a saída da Marussia. Neste domingo (20), o jornal alemão ‘SportBild’ cravou que o alemão havia rompido o contrato com a equipe em comum acordo após três temporadas como principal piloto no programa de desenvolvimento na F1.

Ele agradeceu o tempo com a equipe e falou em novos desafios na carreira aos 30 anos. “Eu experimentei três ótimos anos com a Marussia. Quero assumir novos desafios e continuar minha carreira no automobilismo”, disse o piloto ao periódico alemão. “Rompemos como amigos”, completou.

Glock deve participar de um teste com um carro do DTM pela BMW nesta semana (Foto: Marussia/ Lorenzo Bellanca/LAT Photographic)

Piloto de testes da Sauber quando a equipe suíça tinha um acordo com a BMW, Glock tem bons contatos na montadora alemã, segundo o ‘Bild’. E no início desta semana, o DTM vai fazer três dias de testes em Valência, na Espanha, e o alemão deve participar da atividade. Outro ex-piloto da F1 que também vai andar é Robert Kubica.

Com a saída de Glock, outra vaga na F1 está aberta faltando poucos dias para o início da pré-temporada. A Marussia havia definido Max Chilton como segundo piloto, mas agora terá que fazer uma nova investida no mercado para ter um novo piloto e completar o line-up para seu quarto ano na categoria. Nenhum nome foi especulado no momento.