F1
17/09/2015 11:13

Grosjean afirma que decisão sobre futuro na F1 já está tomada, mas mantém mistério: “Não vou dizer mais”

Piloto da Lotus desde 2012, Romain Grosjean já sabe onde vai correr na próxima temporada. Foi o que ele disse na coletiva desta quinta-feira (17). Só faltou contar onde é que será
Warm Up / RENAN DO COUTO, de São Paulo
 Romain Grosjean chega à Hungria animado pelo bom retrospecto nos últimos anos (Foto: AP)
Futuro duvidoso diante da situação vivida pela Lotus? Não é assim que pensa Romain Grosjean. O francês afirmou nesta quinta-feira (17), em Cingapura, que já tomou sua decisão a respeito da temporada 2016 da F1. Só se recusou a contar qual foi esta decisão.

Grosjean estreou na F1 em 2009 pela Renault, mas foi só em 2012 que conseguiu voltar e se firmar na categoria pela porta da mesma fábrica de Enstone, mas com o time então rebatizado como Lotus.
Grosjean está tranquilo quanto ao futuro (Foto: AP)
Entretanto, o momento da Lotus é delicado devido à frágil condição financeira da escuderia. Fala-se há meses que a Renault negocia readquirir a escuderia para contar outra vez com uma equipe de fábrica, porém, um acordo ainda não foi anunciado. Neste ínterim, surgiram também rumores ligando o gaulês à novata Haas, que estreia no Mundial em 2016.

"A única coisa que posso dizer é que tomei minha decisão, tudo está claro para mim do que vai acontecer no futuro. Mas, se vocês não se importarem, não vou dizer mais do que isso", declarou Grosjean na coletiva da FIA em Cingapura..

Em 2015, Grosjean e a Lotus vêm realizando um campeonato melhor do que no ano passado, quando contavam com o péssimo E22. E tiveram a grata surpresa de ir ao pódio no tumultuado GP da Bélgica. "Não pensávamos que um pódio seria possível neste ano, mas sempre queremos mais. Spa foi uma bela oportunidade para nós", falou. "Vamos continuar tentando."

A Haas já confirmou que tem como intenção assinar com pilotos interessantes, e que um dos pilotos reservas da Ferrari será titular: Jean-Éric Vergne ou Esteban Gutiérrez.

Já seu companheiro, Pastor Maldonado, foi mais curto ao falar sobre as negociações para 2016. "Espero que sim", respondeu ao ser perguntado sobre a permanência na Lotus. "Vamos ver."