Grosjean deixa porta aberta para possível retorno à Renault: “Com um carro para ser campeão, seria ideal”

Romain Grosjean estará na Haas na temporada 2016 da F1. Entretanto, o coração do piloto franco-suíço parece ainda estar com a Renault, deixando claro o desejo de voltar para Enstone em um carro de ponta dentro de alguns anos

Romain Grosjean estará na Haas em 2016. Porém, o francês deixa bem claro que sentirá saudades da Lotus, que agora volta a se chamar Renault, e que a vontade de retornar ao time, se for para brigar por títulos, é grande.
 
Grosjean explicou que tem muito carinho por todos da fábrica em Enstone e que os membros da Lotus são como familiares.
 
"Enstone é um grande capítulo na minha vida. O pessoal de lá é meu amigo, minha família, conheço cada cantinho daquela fábrica. Cheguei a passar Natal lá, então, definitivamente, não foi nada fácil tomar a decisão de sair. Pelo menos não ficaremos tão longe no paddock", disse.
Romain Grosjean se mostrou aberto a um possível retorno para Enstone (Foto: AP)
O talentoso piloto manteve a porta aberta para um possível retorno, deixando claro que amaria ser campeão com um time de seu país.
 
"Quem sabe um dia eu volte? Vai que em três ou quatro anos eles produzam um carro para ser campeão e me chamem para ganhar junto? Isso seria o ideal, como francês, seria algo gigante", continuou.
 
O francês lembrou que a Renault já tem títulos mundiais e explicou que a Lotus sofreu no final de sua trajetória por falta de verba.
 
"É um time campeão mundial, venceram em 2005 e 2006, nem faz tanto tempo assim. Há muito potencial em Enstone, sempre soube disso, mas é difícil provar isso quando você não tem as ferramentas necessárias", completou.
 
Em seu último ano de Lotus, Grosjean praticamente carregou o time nas costas e anotou 51 pontos, terminando em 11º.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube