Grosjean espera “profundamente” reagir em 2015 e até repreende jornalista por palavrão em entrevista: E22

O ano de 2014 de Romain Grosjean foi péssimo, mas o francês acredita que terá como fazer apresentações mais decentes com o E23 e deixar no passado o E22. Ou, ao menos, é o que ele espera fazer

Começa a entrevista coletiva, um jornalista começa a fazer sua pergunta a Romain Grosjean e, de repente, é repreendido: “Não use mais esse palavrão, por favor!”
 
O ‘palavrão’ foi E22, nome do carro da Lotus na temporada passada.
 
Depois de chegar perto de vencer corridas em 2013, Grosjean foi capaz de marcar apenas oito pontos com a Lotus em 2014. O carro era horrível, e o motor Renault não ajudava. Agora, o francês espera “profundamente” deixar isso para trás e voltar a fazer apresentações mais dignas no Mundial de F1.
 
“Espero profundamente que eu reaja! Foi uma experiência complicada. Mas eu espero seguir em frente. Não vou guardar na minha sala de troféus, mas acho que aprendi muito e vou usar disso neste ano”, declarou o piloto.
Romain Grosjean não quer mais ouvir falar no E22 (Foto: Xavi Bonilla/Grande Prêmio)
Com a mudança para o motor Mercedes e um chassi completamente diferente, Grosjean relatou que o carro já parecia bem melhor nos testes de pré-temporada. Apesar disso, evita se empolgar muito e traça metas cautelosas para o campeonato que começa no próximo dia 15, em Melbourne, na Austrália.
 
“A primeira sensação que tive do carro é que é possível atacar, procurar o limite. Toda vez que trabalhamos no acerto, ele responde na direção correta, o que é muito positivo. Estamos bem felizes com a base que temos. Temos que tentar diferentes filosofias, mas sempre há trabalho para se fazer para tentar entender algumas coisas”, falou o franco-suíço.
 
“A primeira coisa saindo de onde nós estamos é tentar marcar pontos, depois chegar em quarto ou quinto, e depois o pódio. É isso que vamos tentar”, acrescentou.
 
O GRANDE PRÊMIO vai acompanhar AO VIVO e em TEMPO REAL todas as atividades de pista do Mundial de F1 durante o fim de semana do GP da Austrália.
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube