Apesar de problemas, Haas vê “bom progresso” nos testes em Barcelona

Guenther Steiner, chefe da Haas, afirmou que as informações coletadas nos testes de Barcelona vão esclarecer sobre o que deverá ser feito no Bahrein

FERRARI E McLAREN BEM, ALPINE MAL: OS TESTES DA F1 2022 EM BARCELONA

Os três dias de testes de pré-temporada da Fórmula 1 foram caóticos para a Haas. O desempenho do VF-22 foi nada animador, com destaque para o vazamento de óleo do motor, que contribuiu para o time ficar na última colocação no quesito quilometragem. Mesmo com apenas 160 voltas completadas, o chefe da equipe, Guenther Steiner, afimou que houve um progresso e espera por uma performance melhor nos testes do Bahrein.

Pior equipe do grid na última temporada, quando não somou ponto algum em 22 corridas, inédita marca desde a estreia em 2016, a Haas caminha a passos largos para se manter no fundo do pelotão. A performance em Barcelona já acendeu o sinal de alerta, após a pouca quilometragem nos três dias.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
As corridas do fim de semana na TV e no streaming: 25 e 27 de fevereiro

Mas não foi apenas dentro das pistas que surgiram problemas. Com a invasão russa à Ucrânia e a ameaça de guerra na região do leste europeu, a equipe americana deixou de exibir as cores da Rússia na carenagem e pode ficar sem o seu patrocinador principal, a Uralkali, já no início do campeonato.

Nikita Mazepin a bordo de uma Haas bastante diferente sem vestígio da Rússia (Foto: Haas)

O cenário complicado nos bastidores também seguiu dentro da pista durante a primeira sessão de testes de pré-temporada. O chefe da equipe afirmou que as dificuldades no primeiro e o problema no sistema de óleo no terceiro dia atrasaram o processo de desenvolvimento do novo carro para a temporada 2022.

O defeito fez Nikita Mazepin acumular apenas nove voltas no último dia de testes. “Houve um vazamento que não conseguimos resolver durante o dia, então não treinamos muito”, afirmou Steiner. “Sobre o restante do teste, o primeiro dia foi um pouco desajeitado, eu diria, mas aprendemos o suficiente para que no segundo dia estivéssemos bem preparados”, acrescentou.

Entretanto, é graças às performances de Mazepin e também de Mick Schumacher no segundo dia de preparação em Montmeló, quando somaram 108 voltas, que Steiner mantém um certo otimismo sobre o novo carro. “O segundo dia foi realmente muito bom, aprendemos muito. Se você pensar, tivemos três dias de testes, mas na verdade só conseguimos um”, destacou.

Leia também

+Albon minimiza quiques gerados pelos novos carros da F1: “Não afeta o tempo de volta”
+Alfa Romeo se anima com C42 e confia em “dar um passo à frente no grid” em 2022

Com os dados coletados na quinta-feira em Barcelona, o chefe de equipe espera que o desempenho seja superior e que nada inesperado aconteça na segunda sessão de testes no Bahrein, que vai ocorrer entre os dias 10 e 12 de março. “Acho que fizemos um bom progresso. Agora temos que nos preparar para o Bahrein. Temos informação, sabemos o que fazer e vamos fazer”, afirmou.

A temporada 2022 da Fórmula 1 tem início no próximo dia 20 de março, com o GP bareinita, também no circuito de Sakhir.

COMO FOI O TERCEIRO DIA DA PRÉ-TEMPORADA DA FÓRMULA 1 2022 EM BARCELONA | Briefing

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar