Hamilton lidera dobradinha (ou seria trinca?) da Mercedes no dia 1 em Barcelona

A Mercedes começou com tudo a pré-temporada em Barcelona. A equipe garantiu o 1-2 no primeiro dia de testes com Lewis Hamilton e Valtteri Bottas e, de quebra, ainda viu a Racing Point, com um carro muito parecido com o prateado, colocar Sergio Pérez em terceiro

A Mercedes foi a grande destaque do primeiro dia de testes de pré-temporada da F1 em Barcelona. Depois de Valtteri Bottas ter liderado a sessão da manhã, Lewis Hamilton tomou conta da tabela de tempos na tarde desta quarta-feira (19). No fim das contas, foi um 1-2 com carinha de trinca.

Hamilton virou 1min16s976 com os pneus C2, conseguindo uma marca mais de 0s3 melhor que a do parceiro Bottas. No total, foram 173 voltas completadas pela Mercedes, sendo 94 de Hamilton. 

Sobre uma possível trinca, isso se explica pelo fato da Racing Point abertamente admitir que copiou diversas soluções dos prateados, ou seja, virou uma espécie de Mercedes rosa. Por enquanto, deu resultado, com Sergio Pérez em terceiro, 0s399 atrás de Lewis.

O primeiro dia não foi dos melhores para a Ferrari, que fez uma maratona de 130 voltas com Charles Leclerc, mas não passou do 11º lugar geral. De quebra, já confirmou que o carro vai ter atualizações antes mesmo do início do campeonato na Austrália.

A Red Bull também andou bastante, mas teve um tempo mais competitivo que o da Ferrari. Max Verstappen ficou em quarto, 0s5 atrás do líder, com impressionantes 168 voltas na conta. Daniil Kvyat, de uma AlphaTauri que parece bastante a Red Bull, foi o quinto.

O top-10 ainda teve Carlos Sainz, Daniel Ricciardo, Esteban Ocon, George Russell e Lance Stroll. Atrás de Leclerc ficaram Nicholas Latifi, Robert Kubica, Kevin Magnussen e Antonio Giovinazzi.

Lewis Hamilton dominou o primeiro dia de testes (Foto: Mercedes)

Saiba como foi a tarde do primeiro dia de pré-temporada da F1 em Barcelona

Lewis Hamilton foi o grande protagonista da tarde inaugural de testes da F1 em 2020. O britânico assumiu o lugar de Valtteri Bottas no cockpit da Mercedes. 

 
Foi uma das novidades do segundo período, que teve também Nicholas Latifi em substituição a George Russell na Williams, Daniel Ricciardo para ocupar a vaga de Esteban Ocon na Renault, Antonio Giovinazzi para assumir o lugar de Robert Kubica e Lance Stroll a bordo da Racing Point depois da participação de Sergio Pérez.
 
Verstappen continuou sendo o principal nome em termos de confiabilidade, sendo o primeiro a passar da marca de 100 voltas completadas com o novo Red Bull RB16, seguido por Carlos Sainz, mantendo uma performance bem estável com o MCL35, modelo de 2020 da McLaren.
 
O holandês, contudo, acabou rodando duas vezes enquanto percorria a chicane no trecho final do circuito catalão. Incidentes, porém, sem maiores consequências.
Sergio Pérez foi o terceiro (Foto: Racing Point)
Em stint com pneus médios (C3), Hamilton cravou 1min17s293 e assumiu a ponta depois de superar Bottas em 0s020. O hexacampeão voltou aos boxes e, depois de alguns minutos, regressou à pista, mas com o novo W11 calçado com pneus duros (C2).
 
Foi quando Hamilton fez a melhor volta do dia até então e foi o primeiro a virar abaixo de 1min17s. Com 1min16s978, o britânico entrou no mesmo segundo do tempo que registrou no Q3 do treino classificatório do GP da Espanha de 2019: 1min16s040.
 
Quem também fez bom tempo foi Daniil Kvyat. O russo, que foi o décimo e último colocado na tabela de tempos pela manhã, subiu para a quarta posição ao registrar 1min17s698 usando pneus C2 no carro da nova AlphaTauri. O piloto deixou para trás Verstappen, Sainz, Ocon e Ricciardo, que avançou para o top-10 ao superar George Russell e Lance Stroll.

Não demorou muito para que Verstappen retomasse a posição em cima de Kvyat, bem como Ricciardo superasse Ocon. No entanto, foi mais ou menos só isso que rolou nas duas horas finais, de muita quilometragem e pouca velocidade.

O destaque talvez tenha ficado para fora da pista, com grande repercussão rolando sobre os novos carros de equipes da F1 B serem bem parecidos com os modelos dos times grandes, especialmente a Racing Point com a Mercedes e a AlphaTauri com a Red Bull.

Fórmula 1 2020, treinos coletivos, Barcelona, dia 1, tarde:

1 L HAMILTON Mercedes 1:16.976  
2 V BOTTAS Mercedes 1:17.313 +0.337
3 S PÉREZ Racing Point Mercedes 1:17.375 +0.399
4 M VERSTAPPEN Red Bull Honda 1:17.516 +0.540
5 D KVYAT AlphaTauri Honda 1:17.698 +0.722
6 C SAINZ JR McLaren Renault 1:17.842 +0.866
7 D RICCIARDO Renault 1:17.873 +0.897
8 E OCON Renault 1:18.004 +1.028
9 G RUSSELL Williams Mercedes 1:18.168 +1.192
10 L STROLL Racing Point Mercedes 1:18.282 +1.306
11 C LECLERC Ferrari 1:18.289 +1.313
12 N LATIFI Williams Mercedes 1:18.382 +1.406
13 R KUBICA Alfa Romeo Ferrari 1:18.386 +1.410
14 K MAGNUSSEN Haas Ferrari 1:18.466 +1.490
15 A GIOVINAZZI Alfa Romeo Ferrari 1:20.096 +3.120

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube