F1

Hamilton lidera TL1 marcado por garoa na Hungria. Verstappen fica 0s1 atrás

Depois de um domingo sombrio na Alemanha, Lewis Hamilton teve um começo de sexta-feira mais comum na Hungria. O britânico liderou o TL1, mesmo que sem vantagem tão grande. Max Verstappen surgiu em segundo

Grande Prêmio / VITOR FAZIO, de Porto Alegre
Lewis Hamilton parece estar em vias de superar o fim de semana sombrio de Hockenheim. O piloto britânico não teve dificuldades para liderar o primeiro treino livre do fim de semana na Hungria, realizado nesta sexta-feira (2). Com o tempo de 1min17s233, Hamilton ditou o ritmo em sessão afetada por garoa e voltou a deixar a Mercedes na condição de favorita em Hungaroring.
 
O segundo lugar pertenceu a Max Verstappen, ainda no embalo da vitória em Hockenheim. O holandês ficou 0s165 atrás de Hamilton – vantagem considerável, mas não tão grande assim. Sebastian Vettel foi o terceiro, mas apenas 0s001 mais lento. Pierre Gasly apareceu em quarto, enquanto Kevin Magnussen chamou atenção ao ser o quinto melhor, destacando-se no pelotão intermediário.

Charles Leclerc, que cometeu erros em voltas rápidas, apareceu em sexto. Nico Hülkenberg foi sétimo, com Lando Norris em oitavo. Carlos Sainz Jr. foi nono e Kimi Räikkönen fechou o top-10.
Lewis Hamilton abriu os trabalhos na Hungria em primeiro (Foto: Mercedes)
Paddockast #27
Schumacher e Vettel: UNIDOS POR UM RECORDE


Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

A garoa que atingiu Hungaroring veio como uma surpresa. Até se imaginava que algumas gotas caíssem do céu, mas não a ponto de forçar uso de pneus intermediários. Ninguém finalizou volta com o composto da banda verde, mas serviu como um teste, isso caso a água voltasse a dar as caras no TL2.
 
O grande derrotado do TL1 talvez tenha sido Valtteri Bottas. O finlandês abortou a primeira volta do dia, isso ainda dentro dos primeiros 10 minutos de sessão, ao sentir algo estranho no motor. O #77 recolheu para a garagem e de lá não saiu mais, sendo o único a fechar os 90 minutos de TL1 sem concluir volta rápida.

O segundo treino livre acontece às 10h (de Brasília). O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e EM TEMPO REAL.

Saiba como foi o TL1 do GP da Hungria
 
Diferente do que normalmente acontece, pilotos e equipes tiveram alguma pressa para sair dos boxes e anotar tempos de volta. A enrolação das voltas de instalação ficou de lado, com Carlos Sainz Jr. anotando tempo na casa de 1min23s após meros três minutos de sessão.
 
O motivo logo ficou claro: a chuva chegava lentamente, com uma garoa atingindo Hungaroring. Foi nessas condições que Charles Leclerc assumiu a liderança com 1min19s638, isso menos de 10 minutos após o começo da sessão. Lewis Hamilton e Sebastian Vettel também agilizaram uma volta rápida, mas ficando por volta de 0s3 atrás. Valtteri Bottas, que tentava aproveitar o asfalto ainda seco, precisou voltar mais cedo do que o previsto aos boxes para análise de um possível problema de motor.
 
A segunda tentativa de Hamilton, mesmo reclamando da configuração dos freios, bastou para assumir a liderança. Verstappen tinha mais ritmo, aparecendo em primeiro com 1min18s629, mas seria surpreendido com o 1min18s077 de Hamilton. O holandês também voltou a melhorar, chegando perto mas sem tomar a ponta.
Max Verstappen (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)
No pelotão intermediário, a pressa também ditava atividades. Romain Grosjean deixou a Haas muito perto de superar Mercedes e Ferrar. É algo bom de se dizer, mas o que valia mais era ter 0s1 ou 0s2 de folga sobre equipes como Renault e McLaren. A vantagem se manteve ao longo dos primeiros 30 minutos de atividade, com Kevin Magnussen se firmando como ‘melhor do resto’.
 
Isso enquanto Hamilton dava conta do recado. O tempo de 1min17s233 significava abrir vantagem de 0s642 sobre Verstappen. Bottas, enquanto isso, seguia na garagem e sem tempo de volta. A chuva começava a apertar e deixar a pista úmida, comprometendo a sequência das voltas rápidas.

Leclerc aproveitou a oportunidade para testar os intermediários. Hülkenberg também, mas com a equipe pedindo cuidado máximo com os pneus, que poderiam voltar a ser úteis na sequência do fim de semana.
A garoa forçou uso de pneus intermediários (Foto: Reprodução/TV)
Após mais uns 15 minutos de enrolação, a garoa se foi e o asfalto voltou a ficar seco. Magnussen comprovou isso ao subir para terceiro, só 0s843 atrás de Hamilton.
 
Os tempos voltaram a ser competitivos de forma inesperadamente rápida. Vettel registrou 1min17s399, sendo só 0s166 do que o tempo do líder Hamilton, isso antes da garoa.
 
A sessão seguia em frente, mas sem tanto foco em voltas rápidas. Na verdade, os pilotos sofriam para encontrar voltas verdadeiramente limpas. Um exemplo disso foi Leclerc, que atacou demais as zebras na entrada do último setor e perdeu tempo. Os piores casos envolveram Sergio Pérez: testando novidades da Racing Point, o mexicano perdeu a traseira sem motivo aparente e quase rodou. Instantes depois, o drama foi uma travada séria de pneus na curva 1, estragando um set de médios.
 
Sainz, enquanto isso, tinha um problema talvez até mais sério. O espanhol precisou abrir mão dos últimos 15 minutos de atividades, isso porque a McLaren precisou investigar um problema mecânico, tirando inclusive a tampa do motor. O espanhol acompanhava Bottas na lista de pilotos afastados da pista por tempo indeterminado.

Com aproximadamente dez minutos restando no cronômetro, Verstappen resolveu mudar a parte de cima da tabela. O holandês subiu para segundo, sendo apenas 0s001 mais rápido do que Vettel. Max nem o holandês era capaz de evitar problemas, rodando no terceiro setor e reclamando que o carro estava sensível demais.

F1 2019, GP da Hungria, Hungaroring, treino livre 1:

1 L HAMILTON Mercedes 1:17.233   41
2 M VERSTAPPEN Red Bull Honda 1:17.398 +0.165 28
3 S VETTEL Ferrari 1:17.399 +0.166 25
4 P GASLY Red Bull Honda 1:17.682 +0.449 25
5 K MAGNUSSEN Haas Ferrari 1:17.942 +0.709 31
6 C LECLERC Ferrari 1:18.188 +0.955 29
7 N HÜLKENBERG Renault 1:18.417 +1.184 31
8 L NORRIS McLaren Renault 1:18.531 +1.298 34
9 C SAINZ JR McLaren Renault 1:18.702 +1.469 23
10 K RÄIKKÖNEN Alfa Romeo Ferrari 1:18.787 +1.554 32
11 D RICCIARDO Renault 1:18.894 +1.661 30
12 R GROSJEAN Haas Ferrari 1:18.973 +1.740 32
13 D KVYAT Toro Rosso Honda 1:18.982 +1.749 33
14 A ALBON Toro Rosso Honda 1:19.223 +1.990 28
15 S PÉREZ Racing Point Mercedes 1:19.325 +2.092 20
16 A GIOVINAZZI Alfa Romeo Ferrari 1:19.488 +2.255 24
17 G RUSSELL Williams Mercedes 1:19.649 +2.416 33
18 L STROLL Racing Point Mercedes 1:19.722 +2.489 34
19 R KUBICA Williams Mercedes 1:20.322 +3.089 30
20 V BOTTAS Mercedes     2
    Tempo 107% 1:22.639 +5.406  

 

 
Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.