Hamilton “não está totalmente feliz” com contrato de 1 ano com Mercedes, diz ex-piloto

Segundo Johnny Herbert, ex-piloto e comentarista da Sky Sports, Lewis Hamilton está descontente com o contrato firmado com a Mercedes. Herbert também falou sobre a motivação do multicampeão

O novo contrato entre a Mercedes e Lewis Hamilton demorou a sair e só foi oficializado no início de fevereiro deste ano. E surpreendeu por ser um acordo de apenas uma temporada. Agora, passada a primeira etapa de 2021, Johnny Herbert, ex-piloto e comentarista da Sky Sports F1, na Inglaterra, traz a informação de que o heptacampeão não está satisfeito com o atual documento firmado com os alemães.

Segundo Herbert, o contrato de um ano, que paga cerca de 40 milhões de libras anuais a Hamilton, cerca de R$ 258 milhões, não agrada ao britânico. “Eu ouvi que ele [Hamilton] não está completamente feliz com a situação do contrato. Eu espero que ele não pare, pois ainda tem muito para dar à Fórmula 1. Sabemos como ele é importante para o crescimento global do esporte em muitos lugares”, afirmou.

“A motivação sempre foi fundamental. Ayrton [Senna] sempre disse que a motivação era o que o fazia voltar ano após ano, para motivá-lo a sempre ser melhor. E eu acho que é o mesmo com Lewis. Se você obtém um sucesso como este, então, você precisará de motivação.Se Max e a Red Bull conseguirem desafiá-lo durante toda a temporada, ele irá adorar esse desafio”, afirmou Herbert em entrevista ao site Motorsport-total.com.

LEWIS HAMILTON; FÓRMULA 1; GP DO BAHREIN; F1; MERCEDES;
Lewis Hamilton festeja vitória incrível no Bahrein (Foto: Mercedes)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Vale lembrar que, ao contrário dos últimos anos, em 2021, a Red Bull pinta como grande desafiante da Mercedes, tendo Max Verstappen como o grande adversário do britânico. Essa possa ser a grande motivação para que o britânica siga no Mundial além deste ano.

O ex-piloto ainda relembrou os rumores de que a Mercedes, em si, pode deixar a Fórmula 1 e que Hamilton seria objeto de desejo de outras equipes, mesmo assim. “‘Quem não gostaria de ter Lewis em seu carro?’ No fim do ano, isso dará a oportunidade para todos verem como as coisas realmente são, onde exatamente a Mercedes estará. Sempre ouvimos rumores de que eles poderiam deixar o esporte. Mas acho que não é o caso, certamente. Mas pode acontecer”, concluiu.

LEIA TAMBÉM

+Como a Mercedes enganou a Red Bull no GP do Bahrein | Paddockast #97
+Mercedes identifica desvantagem, mas descarta mudar conceito por mais downforce

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar