Hamilton pede tempo para formar opinião e diz que F1 deveria ouvir fãs sobre novo formato de classificação

Lewis Hamilton evitou fazer maiores julgamentos sobre o novo formato de classificação que vai mesmo ser adotado pela F1 a partir do GP da Austrália, na próxima semana. O tricampeão do mundo entende que a categoria deveria ouvir com mais atenção a voz dos fãs a respeito da mudança

Lewis Hamilton sabe o peso das suas declarações e, por tal razão, prefere esperar o fim de semana do GP da Austrália antes de emitir uma opinião melhor a respeito do novo formato de classificação que a F1 vai implantar a partir desta temporada. Depois de muito debate nas últimas semanas, a FIA (Federação Internacional de Automobilismo) determinou a mudança a partir de Melbourne. Na visão do tricampeão do mundo, a F1 deveria ouvir com maior atenção a voz dos fãs do esporte quando a mudança entrar em vigor.
 
O formato — que prevê a eliminação do piloto mais lento a cada 90 segundos, até que sobrem apenas dois candidatos com chances de conseguir a pole-position — foi aprovado por unanimidade pelos representantes das equipes da categoria.
 
O radical formato estabelece que a primeira parte da classificação seja cumprida em 16 minutos. Após os primeiros sete minutos, o piloto mais lento será eliminado. Na sequência, a cada minuto e meio, o último colocado na tabela de tempos deixa a disputa, fazendo com que os 15 restantes sigam para o Q2.
Lewis Hamilton entende que a F1 deveria ouvir a voz dos fãs sobre o novo formato de classificação (Foto: Getty Images)
O Q2 terá 15 minutos, seguindo praticamente o mesmo mecanismo do Q1. Agora, porém, serão seis minutos até que a primeira eliminação aconteça. Depois, o tempo de 90 segundos para a próxima eliminação é mantido. Com mais sete pilotos ficando pelo caminho, os oito mais velozes chegam ao Q3.
 
Na parte derradeira da definição do grid, o tempo para a primeira eliminação cai para cinco minutos. Na sequência, o mecanismo dos 90 segundos entra em ação, até que restem os dois mais rápidos no minuto e meio final de disputa, onde será decidido o dono da pole-position.
 
Ao falar sobre o assunto durante entrevista coletiva, Hamilton criticou a indecisão a respeito e deixou claro que a opinião dos fãs da F1 é sempre muito importante.
 
“O mais importante é como os fãs se sentem sobre isso. Tivemos alguns bons formatos e outros formatos ok. No geral, gostei do formato nos últimos anos. É por isso que isso não faz sentido para mim agora as mudanças que tem sido feitas, mas não se pode derrubá-las até que você ao menos as teste”, comentou.
 
“Estou ansioso para ir a Melbourne e testar isso, talvez nós vamos ser surpreendidos. Pode ser empolgante ou talvez não. Vamos ver. Vamos chegar lá, ver como vai ser, e então imediatamente vamos ver os comentários dos fãs dizendo se é bom ou não”, acrescentou o tricampeão.
 
Por sua vez, Nico Rosberg tirou sarro da indefinição sobre o novo formato. “Está de volta novamente? Não diga que isso vai adiante, nós ainda temos duas semanas.“
 
Quanto aos efeitos na prática, Nico acredita que a Mercedes não vai ser tão afetada, e sim “o pessoal do pelotão intermediário, e talvez em condições de chuva, onde isso pode se tornar muito mais complicado. Para ser sincero, não sei mesmo o que vai ser. Não prestei muita atenção nisso porque isso realmente não significa muito para nós. Mas antes de Melbourne nós vamos estudar o que fazer e o que virá para a classificação”, concluiu.
VEJA A EDIÇÃO #19 DO PADDOCK GP, QUE ABORDA STOCK CAR, F1, INDY E F-E

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube