F1

Hamilton revela conversa com Bottas para garantir que jamais pediu ordem de equipe: “Eu não queria”

Lewis Hamilton afirmou que logo após do GP da Rússia teve um papo com Valtteri Bottas. Durante a conversa, o que tinha de mais importante para dizer era que não foi ele quem pediu - ou queria - um favorecimento via decisão da Mercedes
Warm Up / Redação GP, do Rio de Janeiro
 Lewis Hamilton e Valtteri Bottas (Foto: AFP)
Lewis Hamilton claramente não estava muito feliz com a decisão da Mercedes de fazê-lo vencer a corrida com uma ordem para que Valtteri Bottas abrisse a porta. No último domingo (30), em Sóchi, Hamilton venceu, mas o gosto foi diferente. Depois da confusão, o que ele sentiu necessidade de fazer foi dizer para o companheiro de equipe que não pediu nada daquilo.
 
O tetracampeão mundial e que está no caminho do penta afirmou que nunca fez um pedido para a Mercedes facilitar o caminho. E nem queria que acontecesse. Foi uma escolha 100% feita pelo time da marca de Stuttgart.
 
"Houve uma óbvia decisão da equipe. Claro que discutimos isso, coisas que poderiam ou não acontecer. Eu me certifiquei de falar abertamente para Valtteri, garantir para ele que eu não pedi por isso. É algo que o time sentiu que era certo e também uma posição muito estranha para se estar", disse.
 
A única coisa que Hamilton diz ter pedido foi para que Bottas arrancasse mais, para que ele pude tentar fugir de Sebastian Vettel.
Lewis Hamilton e Valtteri Bottas (Foto: AFP)
"Eles me avisaram no rádio que Valtteri me deixaria passar, algo que eu não queria. Eu respondi 'diz para ele acelerar', porque Sebastian estava na minha cola. Passar por ele não foi bom, naquele momento, na curva 13. E eu não sabia o que estava planejado para o fim", afirmou.
 
"Eu estava esperando para receber alguma notícia, mas sabia que o time queria que terminasse daquela forma", falou.
 
Bottas também ficou obviamente incomodado com o que aconteceu. Segundo Toto Wolff, a decisão foi tomada por causa de um erro da própria Mercedes, que demorou demais para chamar Hamilton aos boxes para trocar pneus. Vettel fez o undercut, passou Lewis e obrigou o líder do campeonato a gastar os novos pneus para ultrapassar de volta. A ordem de equipe teve como objetivo manter Hamilton seguro.