Hamilton vence duelo com Bottas na Toscana e crava 95ª pole da carreira na Fórmula 1

A batalha pela posição de honra do grid da mais nova etapa do Mundial de Fórmula 1 ficou restrita a Lewis Hamilton e Valtteri Bottas, da Mercedes. Ao fim de uma sessão que teve Sebastian Vettel e Pierre Gasly bem longe do top-10, melhor para o hexacampeão do mundo

A Red Bull de Max Verstappen até deu pinta de que poderia entrar na briga, mas acabou não se convertendo em ameaça real contra a Mercedes na luta pela pole-position do primeiro GP da Toscana da Fórmula 1. Lewis Hamilton e Valtteri Bottas lutaram nos milésimos pela posição de honra no grid do circuito italiano de Mugello na tarde deste sábado (12). Depois de dominar os três treinos livres, o finlandês acabou não sendo páreo para o hexacampeão, que virou 1min15s144 e garantindo assim a pole 95 da sua carreira no Mundial com apenas 0s059 de vantagem para o finlandês.

Verstappen teve de se contentar com o terceiro lugar no grid, 0s365 atrás de Hamilton, para abrir uma segunda fila toda formada pela Red Bull, já que Alexander Albon vai sair em quarto lugar. Destaque nesta tarde de sábado para Charles Leclerc, que fez ótima classificação para garantir o quinto posto do grid de largada. Em contrapartida, Sebastian Vettel foi eliminado ainda no Q2 e abre o GP 1.000 da história da Ferrari só em 14º.

Sergio Pérez obteve o sexto lugar na classificação, superando por pouco o companheiro de Racing Point, Lance Stroll. Mas o mexicano vai largar atrás do canadense por conta da punição por ter acertado Kimi Räikkönen no treino livre 2 da última sexta-feira. Daniel Ricciardo, da Renault, sai em oitavo, à frente da McLaren de Carlos Sainz e da outra Renault, de Esteban Ocon. Já o vencedor da semana passada, Pierre Gasly, teve um choque de realidade ao ter sido eliminado no Q1. O francês vai largar só em 16º.

F1; FÓRMULA 1; GP DA TOSCANA; MUGELLO; LEWIS HAMILTON; MERCEDES;
Lewis Hamilton brilhou na tarde deste sábado em Mugello (Foto: LAT Images/Mercedes)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

A largada do primeiro GP da Toscana, o 1.000º GP da história da Ferrari na Fórmula 1, está marcada para 10h10 (de Brasília) deste domingo. O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL.

Saiba como foi a classificação do GP da Toscana de Fórmula 1

Q1: Da vitória à eliminação: Gasly fica fora

Pouco antes do início da classificação, Michael Masi, diretor de provas da Fórmula 1, anunciou mudanças sobre os limites de pista para a sessão em Mugello. Os trechos nas curvas 3 (Poggio Secco), 5 (Borgo San Lorenzo), 9 (segunda ‘perna’ da Arrabbiata), 11 (Palagio) e 15 (Bucine) não seriam monitorados por sensores porque são delimitados pela caixa de brita. Na curva 14 (Biondetti), o piloto seria julgado só se nenhuma parte do carro estivesse em contato com a zebra ilustrada pelas cores da bandeira da Itália: branco, vermelho e verde.

A sessão começou com 29ºC de temperatura ambiente, 46ºC no asfalto, 0% de chance de chuva e os dois carros da Williams marcando tempo. George Russell, depois de sequer conseguir completar volta pela manhã por problemas nos freios, não perdeu tempo, assim como o companheiro de equipe Nicholas Latifi, que tinha 1min17s927, 0s1 mais rápido que o inglês.

Pouco a pouco, os tempos foram baixando bem. Lance Stroll virou 1min16s701 e chegou a tomar a ponta com a Racing Point, mas só por alguns segundos, já que Lewis Hamilton virou 1min15s778. Contudo, provando estar em melhor forma no começo da classificação, Valtteri Bottas marcou 1min15s749, só 0s029 mais rápido que o hexacampeão.

Ao menos nas primeiras voltas, Max Verstappen não conseguiu andar tão perto assim dos carros da Mercedes. O holandês, que foi só 0s017 mais lento que Bottas pela manhã, se colocou em terceiro, só que estava 0s586 atrás, sendo seguido pelas ‘Mercedes rosa’ de Stroll e Sergio Pérez, com Alexander Albon em sexto. Charles Leclerc seguia andando bem em Mugello e era o sétimo, sendo a melhor Ferrari. Sebastian Vettel, por sua vez, já lutava para não ser eliminado no Q1.

Gasly viveu choque de realidade ao ser eliminado no Q1 em Mugello (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)

Sob olhares de Louis Camilleri, CEO da Ferrari, Seb era o 14º depois que Latifi o superou com boa volta para os padrões atuais da Williams. O canadense estava em 13º, cinco posições à frente de Russell.

Quem também estava na zona de eliminação era, surpreendentemente, Pierre Gasly. O vencedor do GP da Itália chegou a estar até em último e fez uma volta que chegou a colocá-lo em 13º. Mas com a melhora dos tempos dos pilotos que vinham atrás, o francês enfrentou um choque de realidade cruel que foi sacramentado com o tempo que salvou Vettel da eliminação por apenas 0s053. Gasly caiu ao lado de Antonio Giovinazzi, Russell, Latifi e Kevin Magnussen.

Q2: Vettel amarga nova eliminação; Norris também cai

A Mercedes não teve dificuldades para se colocar novamente na frente desde o início da segunda parte da sessão. Mas, novamente, com uma diferença muito apertada entre seus dois pilotos. Hamilton tomou a dianteira com 1min15s309. Somente 0s013 mais rápido que Bottas.

Verstappen não estava tão longe dos tempos estabelecidos pelos carros pretos e era o terceiro, 0s162 mais lento que o britânico, enquanto Albon vinha em quarto, seguido por Daniel Ricciardo, Stroll e Leclerc. Vettel aparecia apenas em 13º.

Max estava bastante irritado e reclamou do que foi uma saída perigosa da Racing Point com Stroll à sua frente. Já os problemas da McLaren eram de performance. Depois de uma atuação exuberante em Monza há uma semana, Lando Norris e Carlos Sainz corriam risco de eliminação no Q2.

Nada de festa para Vettel em dia de nova eliminação antes do Q3 (Foto: Ferrari)

Na sua última tentativa, Sainz subiu para décimo e superou exatamente Norris. O prodígio britânico acabou sendo eliminado assim como Daniil Kvyat, da AlphaTauri, Kimi Räikkönen, da Alfa Romeo, Vettel e Romain Grosjean.

Avançaram para a fase final Hamilton, Bottas, Verstappen, Albon, Ricciardo, Stroll, Esteban Ocon, Leclerc, Pérez e Sainz.

Q3: Hamilton brilha na hora certa e crava pole em Mugello

Sainz puxou a fila dos carros no Q3 sendo seguido por Stroll, Hamilton e Bottas, os dois últimos favoritos incontestáveis à primeira pole-position da F1 em Mugello. Depois, os outros pilotos classificados para a fase decisiva também foram à pista.

Na luta de fato pela pole, Hamilton virou 1min15s144. Bottas ficou muito perto: só 0s059 atrás. Verstappen, que completou sua volta pouco depois, mostrou que não tinha como alcançar a dupla da Mercedes, passando 0s402 mais lento que Lewis, em terceiro, com Albon e Stroll completando o top-5 provisório.

Hamilton partiu primeiro para sua tentativa derradeira. O piloto passou acima na primeira parcial, mas entrou com o melhor tempo no segundo setor, só que não foi o bastante para superar seu tempo enquanto Leclerc subia para quinto. A pole de Lewis foi confirmada depois que Bottas simplesmente abortou sua tentativa de volta lançada em razão de uma rodada de Esteban Ocon, que não marcou tempo no Q3 e acabou prejudicando os pilotos que vinham atrás.

O incidente, no fim das contas, ajudou a sacramentar Hamilton como dono da pole do primeiro GP da Toscana de Fórmula 1.

Fórmula 1 2020, GP da Toscana, Mugello, grid de largada:

1L HAMILTONMercedes 1:15.144  
2V BOTTASMercedes 1:15.203+0.059 
3M VERSTAPPENRed Bull Honda 1:15.546+0.402 
4A ALBONRed Bull Honda 1:15.954+0.810 
5C LECLERCFerrari 1:16.270+1.126 
6L STROLLRacing Point Mercedes 1:16.356+1.212 
7S PÉREZRacing Point Mercedes 1:16.311+1.167P+1
8D RICCIARDORenault 1:16.543+1.399 
9C SAINZ JRMcLaren Renault 1:17.870+2.726 
10E OCONRenault 1:42.657+27.513 
11L NORRISMcLaren Renault 1:16.640+1.496 
12D KVYATAlphaTauri Honda 1:16.854+1.710 
13K RÄIKKÖNENAlfa Romeo Ferrari 1:16.854+1.710 
14S VETTELFerrari 1:16.858+1.714 
15R GROSJEANHaas Ferrari 1:17.254+2.110 
16P GASLYAlphaTauri Honda 1:17.125+1.981 
17A GIOVINAZZIAlfa Romeo Ferrari 1:17.220+2.076 
18G RUSSELLWilliams Mercedes 1:17.232+2.088 
19N LATIFIWilliams Mercedes 1:17.320+2.176 
20K MAGNUSSENHaas Ferrari 1:17.348+2.204 
  Tempo 107% 1:20.404+5.260 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube