F1

Hamilton vence GP do Japão de ponta a ponta, aproveita novo erro de Vettel e põe mão na taça

Lewis Hamilton confirmou a condição de grande nome do fim de semana e não deu chances a ninguém no GP do Japão deste domingo (7). O tetracampeão liderou do início ao fim e disparou na ponta do campeonato após novo erro de Sebastian Vettel, que terminou apenas em sexto
Warm Up / FERNANDO SILVA, de Sumaré
 O pódio do GP do Japão (Foto: AFP)
O pentacampeonato está cada vez mais próximo. Lewis Hamilton dominou todo o fim de semana do GP do Japão e confirmou o favoritismo com uma vitória soberana na tarde deste domingo (7) em Suzuka. De ponta a ponta, o piloto da Mercedes não foi ameaçado por ninguém. Nem mesmo o companheiro de equipe, Valtteri Bottas, ofereceu resistência, sofrendo com a pressão de Max Verstappen nas voltas finais da corrida. Hamilton ainda tirou proveito de mais um erro cometido por Sebastian Vettel, que forçou uma ultrapassagem sobre Max Verstappen pela terceira colocação, rodou e caiu para penúltimo, tendo de recuperar terreno para terminar em sexto lugar.

A vitória de Hamilton em Suzuka foi a 71 da sua carreira. Assim, o tetracampeão está apenas a 20 de igualar o recorde histórico da F1, que pertence a Michael Schumacher. Com os resultados deste domingo, Hamilton agora soma 331 pontos, enquanto Vettel acumula 264. 67 tentos separam os dois, de modo que Lewis pode confirmar a conquista do penta dentro de duas semanas, na disputa do GP dos Estados Unidos, como foi em 2015.
Lewis Hamilton não deu chances a ninguém e venceu de ponta a ponta em Suzuka (Foto: AFP)
As Red Bull fizeram uma grande corrida. Além de Verstappen, que lutou nas voltas finais pelo segundo lugar e fechou o pódio, Daniel Ricciardo foi um dos destaques do domingo. O australiano, que viveu um sábado frustrante com a pane que o deixou em 15º lugar no grid, reagiu bem durante a prova e finalizou em quarto. Kimi Räikkönen foi novamente discreto e cruzou a linha de chegada em quinto, seguido pelo companheiro de equipe.

Sergio Pérez foi o 'melhor do resto' do dia ao finalizar em sétimo com a Force India, à frente da Haas de Romain Grosjean e Esteban Ocon, também com a Force India. Carlos Sainz somou um ponto para a Renault e terminou em décimo lugar.

Saiba como foi o GP do Japão de F1
A largada do GP do Japão (Foto: AFP)
A largada em Suzuka correu sem problemas para Lewis Hamilton, que partiu bem e teve em Valtteri Bottas seu escudo, protegendo-o da pressão de Max Verstappen. Quem arrancou muito bem foi Sebastian Vettel, que pulou de oitavo para sexto logo nas primeiras curvas antes de fechar a primeira volta em quinto lugar. Verstappen, aliás, errou na entrada da chicane, passeou pela grama e, na volta à pista, fechou Räikkönen, jogando o finlandês para fora da pista.

Na abertura da segunda volta, Kevin Magnussen teve o pneu traseiro direito furado após fechar Charles Leclerc na reta. O monegasco foi fechado pelo piloto da Haas e, com o inevitável contato, o dinamarquês levou a pior. Pouco depois, o safety-car foi acionado para a remoção dos detritos do carro de Magnussen, que abandonou. Foi uma boa notícia principalmente para Vettel, já que Hamilton tinha mais de 4s de vantagem para Bottas.

Durante o período de safety-car, foi anunciada a punição a Verstappen: 5s por ter jogado Räikkönen para fora da pista. O holandês seguia em terceiro, à frente de Vettel, Kimi, Romain Grosjean, Pierre Gasly e Sergio Pérez. E Leclerc, via rádio, detonava Magnussen: "Ele é e sempre vai ser um idiota. Esse é o fato", disparou.


A relargada foi dada na volta 8. Hamilton sobrava e abria boa vantagem para Bottas, enquanto Vettel pressionava Verstappen na briga pelo terceiro lugar. Metros depois, na curva Spoon, os dois se tocaram após Seb forçar uma ultrapassagem por dentro. O alemão levou a pior e caiu para 19º lugar. A manobra não resultou em punições a ninguém.

Líder absoluto, Hamilton nadava de braçada e não era ameaçado por ninguém. Bottas também fazia uma corrida bem tranquila e tinha uma dianteira confortável perante Verstappen. Destaque para Daniel Ricciardo, que já aparecia em quinto lugar, à frente de Grosjean, Gasly e Pérez. Lá atrás, Vettel tinha de remar tudo de novo para ao menos conseguir somar alguns pontos neste domingo.

Kimi se segurava em quarto lugar, mas perdia performance a cada volta por conta do desgaste dos pneus supermacios, sendo pressionado por Ricciardo. Na volta 18, o 'Homem de Gelo' foi para o pit-lane para a Ferrari fazer a troca por um jogo de médios. Nesta altura da prova, Vettel ocupava o 13º lugar e estava logo atrás da McLaren de Fernando Alonso, presa fácil para mais uma ultrapassagem. O espanhol, aliás, recebeu uma punição de 5s, assim como Lance Stroll. Os dois se tocaram na primeira volta e cortaram o caminho na chicane Casio, obtendo vantagem indevida.

A Mercedes chamou Bottas para ser o primeiro da dupla a fazer sua parada, colocando pneus médios para ir até o fim. O finlandês ainda conseguiu voltar em segundo, à frente de Verstappen. Ao mesmo tempo, Ricciardo também fazia seu pit-stop obrigatório. Na volta seguinte, a 26, Hamilton foi aos boxes para os mecânicos da Mercedes trocarem os macios pelos médios. O britânico voltou com tranquilidade à liderança da corrida. E Vettel já entrava novamente na zona de pontos após deixar a Toro Rosso de Hartley para trás antes de parar para fazer a troca na volta 28.
Leclerc passa Hülkenberg em bela manobra no GP do Japão (Foto: Reprodução)
Leclerc fez uma grande manobra de ultrapassagem na volta 29 ao superar a Renault de Nico Hülkenberg por dentro da chicane para ganhar a nona colocação. O monegasco era pressionado por Pérez, que tinha mais ritmo com sua Force India, mas fazia novamente uma bela prova na temporada. Na volta seguinte, o mexicano usou a asa móvel para passar Leclerc e quase conseguiu ganhar a posição de Grosjean, que havia saído dos boxes. O franco-suíço, no entanto, conseguiu defender bem a sétima posição.

Sem ritmo para acompanhar as Force India, Leclerc acabou sendo superado por Ocon e caiu para 11º. Vettel, por sua vez, subia um pouco mais na corrida e alcançava o oitavo lugar, que viraria sétimo após o pit-stop de Carlos Sainz. Em seguida, o alemão ganhava mais uma posição ao passar Grosjean. Na liderança, Hamilton tinha quase 6s de vantagem para Bottas quando restavam 18 voltas para o fim da corrida. Verstappen aparecia em terceiro, seguido por Ricciardo, Räikkönen e Vettel fechava o top-6.

A boa jornada de Leclerc em Suzuka se encerrou na volta 41, quando o monegasco enfrentou uma pane no seu carro e teve de abandonar. O safety-car virtual foi acionado para retirar a Sauber de Leclerc, que estava parada na área de escape e em posição perigosa, mas a bandeira amarela durou apenas alguns segundos. A Mercedes até deixou os mecânicos prontos para uma parada, mas o gesto pareceu mais como um jogo de cena.
Lewis Hamilton vibra com a vitória no GP do Japão (Foto: AFP)
Hamilton tinha a corrida bastante controlada e nem mesmo Bottas conseguia andar perto. O finlandês, aliás, tinha de se preocupar com a aproximação de Verstappen, que lutava para conquistar o segundo lugar na prova. Vettel, em sexto, estava 37s atrás de Räikkönen com cinco voltas para o fim e não mostrava ter chances de ultrapassar o companheiro de equipe, a não ser que o 'Homem de Gelo' diminuísse muito o ritmo.

Ao fim de 53 voltas, Hamilton cruzou a linha de chegada e venceu novamente na temporada, com Bottas em segundo depois de resistir à forte pressão de Verstappen. Vettel registrou a volta mais rápida da corrida, um mero prêmio de consolação que não foi o bastante sequer para ajudá-lo a passar Räikkönen, terminando num frustrante sexto lugar.

F1 2018, GP do Japão, Suzuka, final:

1 L HAMILTON Mercedes 53 voltas  
2 V BOTTAS Mercedes +12.919  
3 M VERSTAPPEN Red Bull Tag Heuer +14.295  
4 D RICCIARDO Red Bull Tag Heuer +19.495  
5 K RÄIKKÖNEN Ferrari +50.998  
6 S VETTEL Ferrari +1:09.873  
7 S PÉREZ Force India Mercedes +1:19.379  
8 R GROSJEAN Haas Ferrari +1:27.198  
9 E OCON Force India Mercedes +1:28.055  
10 C SAINZ JR Renault +1 volta  
11 P GASLY Toro Rosso Honda +1 volta  
12 M ERICSSON Sauber Ferrari +1 volta  
13 B HARTLEY Toro Rosso Honda +1 volta  
14 F ALONSO McLaren Renault +1 volta  
15 S VANDOORNE McLaren Renault +1 volta  
16 S SIROTKIN Williams Mercedes +1 volta  
17 L STROLL Williams Mercedes +1 volta  
18 C LECLERC Sauber Ferrari +13 voltas NC
19 N HÜLKENBERG Renault +15 voltas NC
20 K MAGNUSSEN Haas Ferrari +45 voltas NC