Honda redefine desenho do motor, abandona formato compacto e adota filosofia da Mercedes para 2017, diz site

A Honda vai dar as costas para o conceito que defendeu a unhas e dentes em seus primeiros dois anos de retorno à F1. A unidade de força compactada vai sofrer abalos, porque a montadora japonesa irá adotar um estilo semelhante ao da Mercedes, segundo revelou o site norte-americano 'Motorsport.com'

 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Após dois anos de volta à F1 como fornecedora de motor, a Honda planeja se aproximar do estilo da Mercedes e utilizar uma outra localização para a turbina dividida e um compressor no novo motor produzido para 2017. A McLaren já havia assinalado um novo desenho, mas ainda era segredo do quê exatamente a novidade se tratava.

 

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 1
,components : { mute: {delay :3}, skip: {delay :3} }
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);
A informação foi dada pelo site norte-americano 'Motorsport.com'. Segundo o qual, o chefe da Honda, Yusuke Hasegawa, já sinalizou com a luz verde para que a Honda abandone de vez o estilo mais compacto possível, ou 'Tamanho Zero', como foi apelidado, com que tentou desenvolver sua unidade de força nos dois anos que passaram. 

 
O diretor-técnico da McLaren, Tim Gross, já havia tocado no assunto há alguns dias. "A nova unidade de força leva em consideração muito do aprendizado dos últimos dois anos, mas foi especificamente redesenhada neste ano."
 
No modelo antigo, a turbina dividida e o compressor ficavam dentro do V-Bank do motor de combustão interna, enquanto no novo as duas partes serão colocadas em diferentes extremos do motor. As partes serão conectadas por um eixo que opera no interior do V-bank.
Yusuke Hasegawa durante coletiva em Barcelona (Foto: Xavi Bonilla/Grande Prêmio)
Desta forma, o resfriador ficará entre o chassi e o motor, diminuindo o centro de gravidade do carro. Apesar do aumento de tamanho da unidade de força, a McLaren ainda pretende apertar a traseira do carro em algo bem compacto. 
 
Fora essa mudança, a McLaren ainda espera melhorar a unidade de combustão interna – visto que entende ter melhorado a unidade de recuperação de energia já no ano que passou. A expectativa para isso é que a Honda adote um sistema que espirre combustível na câmara de combustão parecido com a forma como a Ferrari faz. Sem as fichas de desenvolvimento para 2017, o número de mudanças não está restrito.
 
Com Fernando Alonso e Stoffel Vandoorne nos volantes, a McLaren Honda parte para o terceiro ano da renovada parceria.
fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube