carregando
F1

Horner diz que Vettel comunicou Red Bull na noite de sexta no Japão e revela: “Será um piloto da Ferrari”

Christian Horner se mostrou compreensivo quanto à decisão de Sebastian Vettel deixar a Red Bull no final desta temporada e destacou a história de sucesso construída pelo piloto do time

Warm Up / Redação GP, de São Paulo
Foi há menos de 24 horas que Sebastian Vettel comunicou a Red Bull de que vai deixar a escuderia após o dia 23 de novembro de 2014, data do GP de Abu Dhabi, última etapa do atual campeonato. E, segundo Christian Horner, chefe da equipe de Milton Keynes, o tetracampeão defenderá a Ferrari no ano que vem.

Horner se mostrou compreensivo com relação à decisão tomada por Vettel, que foi contratado para integrar o Red Bull Junior Team ainda no século passado. Na F1, estreou em 2007, passando a defender o time principal da Red Bull em 2009. Desde então, foram conquistados quatro títulos e um vice-campeonato. Neste ano, o piloto está em quinto na tabela de pontuação.

“Não é certo para nós ficarmos no seu caminho”, afirmou Horner na manhã de sábado em Suzuka — ainda noite de sexta-feira no Brasil. “Conquistamos muito juntos, tivemos sucesso, fomos felizes dentro e fora da pista. Ele sempre será uma grande parte do que conquistamos”, disse.

Questionado, Horner confirmou: “Ele será um piloto da Ferrari”.
Horner deixou a pista de Suzuka após os primeiros treinos livres sem saber da decisão de Vettel (Foto: Getty Images)
“Ele decidiu que é o momento certo para ele. É escolha dele. Ele está aí há tempo o bastante para saber o que quer. Ele não tem um empresário, gente ao redor dele, ele toma as próprias decisões e nós respeitamos”, acrescentou.

Quem está de saída da Ferrari para dar lugar a Vettel é Fernando Alonso — embora a equipe italiana ainda não tenha se posicionado oficialmente. Já o substituto do tetracampeão na Red Bull vai ser o russo Daniil Kvyat.