Incidente bizarro com Kvyat em Baku faz Ricciardo perder três posições no grid de largada do GP da Espanha

Daniel Ricciardo vai largar três posições atrás de onde classificar no GP da Espanha. O australiano foi punido por dar ré em cima de Daniil Kvyat em Baku

Daniel Ricciardo foi protagonista do momento mais bizarro do GP do Azerbaijão de F1. Neste domingo (28), o australiano errou na curva 3 e, ao tentar voltar para a pista, não viu que Daniil Kvyat tinha ficado preso atrás e acertou o russo de ré. O incidente com o ex-companheiro de Red Bull fez Daniel perder três posições no grid do GP da Espanha e levar os primeiros dois pontos na carteira.
 
"Claro que não me sinto bem com o que aconteceu. Era uma boa hora para nós, estávamos chegando em um ritmo bom e colando no Kvyat. Vi o espaço e achei que dava para ir. A curva 3 é sempre apertada, travei os pneus e perdi a curva. Aí acho que foi meu senso de urgência que me deixou um pouco em pânico e eu tentei minimizar o estrago voltando logo para a pista. Sinceramente, não fazia ideia de que ele estava ali, acho que a pressa me impediu de olhar", disse em entrevista ao canal britânico 'Sky Sports'.
Daniel Ricciardo bateu em Daniil Kvyat de ré (Foto: Renault)

O incidente acabou, voltas depois, gerando o abandono dos dois pilotos. Aliás, quando brigavam na pista, era o décimo lugar que estava em jogo, ou seja, um pontinho jogado no lixo. Com o abandono de Pierre Gasly por estouro de motor, o duelo seria pela nona colocação, que acabou com Lance Stroll. Kimi Räikkönen fechou o top-10.

 
Este foi o terceiro abandono de Ricciardo no ano, dois em sua conta e um em quebra da Renault – no Bahrein. Na China, quando completou a prova, foi sétimo.
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube