Räikkönen toca traseira de Giovinazzi e abandona GP de Portugal com asa quebrada

Ainda nos primeiros metros da corrida, a linha dos dois pilotos da Alfa Romeo se cruzaram e Räikkönen acertou a traseira de Giovinazzi

A bandeira verde para o GP de Portugal não durou muito tempo após a largada, na manhã deste domingo (2). Apenas alguns metros, na verdade. Kimi Räikkönen tocou o companheiro de equipe, ficou com asa presa e teve de abandonar. A situação forçou a entrada do safety-car na pista para a volta seguinte.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Numa largada extremamente complexa em Portugal, com a reta levando a uma curva bastante veloz, a confusão de meio de pelotão não chega a ser incomum. Desta vez, porém, aconteceu entre companheiros de equipe: Räikkönen e Antonio Giovinazzi.

Na briga por posições entre o 10º e 15º lugares, Räikkönen se aproximou com muita velocidade da traseira de Giovinazzi. O que, em si só, não seria um problema, mas as linhas de corrida dos dois se cruzaram na sequência. Kimi não conseguiu evitar a traseira do companheiro, que vinha na frente.

F1; FÓRMULA 1; F1 2021; GP DE PORTUGAL; KIMI RÄIKKÖNEN;
Kimi Räikkönen abandonou o GP de Portugal logo no começo (Foto: Reprodução)

A asa dianteira do campeão mundial quebrou, mas o pior foi o fato de ter se prendido ao carro e ser arrastada por longos metros, enchendo a pista de detritos e encerrando de vez a corrida de Räikkönen.

Por sorte da Alfa Romeo, o carro de Giovinazzi não sofreu com grandes danos, ao menos aparentes. O safety-car entrou, saiu e o italiano seguia com a 12ª colocação em Portimão.

O GRANDE PRÊMIO acompanha o GP de Portugal EM TEMPO REAL.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube