Norris desabafa sobre resultado da McLaren no Catar: “É realmente uma merda”

Lando Norris voltou a lamentar os resultados abaixo da McLaren no GP do Catar, sobretudo, por não ter conseguido diminuir a vantagem da Ferrari

F1 NO CATAR: HAMILTON VENCE, VERSTAPPEN 2°, ALONSO NO PÓDIO | Briefing

Após o GP do Catar no último fim de semana, Lando Norris expressou sua frustração. Vítima de um furo de pneu com apenas 23 voltas, o jovem britânico teve sua corrida arruinada e, por isso, cruzou a linha de chegada apenas na nona colocação — vendo, inclusive, as duas Ferrari terminarem à frente, um resultado nada bom para a situação da equipe de Woking no Mundial de Construtores.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Em entrevista ao portal The Race, Lando voltou a falar sobre a prova. Ele explica que a McLaren perdeu alguns pontos nas últimas corridas, mas esperava por resultados melhores no Catar, o que não aconteceu.

“Nas últimas corridas, você tem de aceitar que cometemos alguns erros, mas fizemos um trabalho melhor do que o deles [no Catar]. O carro estava muito forte, ainda melhor do que eu esperava. Estava muito feliz com isso e pude forçar muito”, explicou ele.

“Devíamos ter saído com, pelo menos, a quarta posição. Acho que se tivéssemos acertado tudo, talvez pudéssemos ter lutado pelo terceiro lugar, mas era um desafio, já que Fernando [Alonso] estava à frente, não seria uma ultrapassagem fácil”, seguiu.

Lando Norris somou os únicos quatro pontos da McLaren nas últimas três corridas (Foto: AFP)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

“Mas devíamos ter conseguido mais pontos do que a Ferrari. Sei que eles estão muito à frente e ainda mais longe agora. Eles fizeram isso porque mereciam e tiveram bom desempenho, mas quando você tem dias como esse [no domingo], não há nada que você possa fazer e é realmente uma merda”, completou.

Além de Norris, Daniel Ricciardo — que não pontua há três corridas — também terminou fora da zona de pontuação. Agora, a distância para a Ferrari é de 39,5 pontos nos Construtores, mas Andreas Seidl, chefe de equipe da McLaren, reitera que, enquanto tiverem chances, eles irão lutar pelo título de terceira força do campeonato.

“É uma grande decepção para nós, porque foi um fim de semana em que poderíamos ter feito bons pontos. Lando estava fazendo uma corrida muito boa. Perdemos essa oportunidade. Não foi do nosso jeito, mas às vezes é assim que as coisas acontecem”, comentou Seidl.

“Só falta a gente se garantir nas duas últimas corridas e seguiremos lutando, porque, enquanto for teoricamente possível, vamos dar tudo pelo campeonato de construtores. E nós simplesmente queremos terminar em alta e marcar alguns bons resultados novamente”, concluiu.

Fórmula 1 volta a acelerar em duas semanas com a disputa do primeiro GP da Arábia Saudita da história da categoria, entre os dias 3 e 5 de dezembro.

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar