carregando
F1

Leclerc diz que Bianchi “merecia mais” vaga na Ferrari: “Teria feito mais do que eu”

Charles Leclerc já causa ótima impressão na Ferrari, mas conhece alguém que poderia fazer algo ainda melhor: Jules Bianchi. O monegasco apontou o amigo, morto em 2015, como alguém até mais merecedor de uma vaga em Maranello

Grande Prêmio / Redação GP, de Berlim
Charles Leclerc já se consolidou como um grande nome na Ferrari, sendo cotado como futuro campeão da Fórmula 1. Só que talvez um outro piloto fosse capaz de dar voos ainda mais altos com o carro avermelhado: Jules Bianchi, morto em 2015 após grave acidente em Suzuka, foi apontado por Leclerc como capaz de alcançar resultados ainda melhores em Maranello.
 
“Jules [Bianchi] mostrou o que precisava mostrar na F1, e certamente tinha mais por vir. Resultados como o de Mônaco com a Marussia já falavam muito sobre seu talento”, disse Leclerc, entrevistado pelo ‘Motorsport.com’, recordando o nono lugar no GP de Mônaco de 2014. “Ele definitivamente merecia uma vaga na F1, e provavelmente merecia mais uma vaga na Ferrari do que eu. Mas o destino decidiu algo diferente para ele, infelizmente. Tenho certeza de que ele teria feito mais do que eu. Era extremamente talentoso”, avaliou.
 
Bianchi chegou ao grid da F1 como cria do programa de jovens pilotos da Ferrari. A passagem pela Marussia não permitiu pontos recorrentes, mas consolidou Jules como o próximo na linha sucessória de Maranello. Após a morte, Leclerc tomou o bastão e percorreu o trajeto completo, passando a formar dupla com Sebastian Vettel em 2019.
Jules Bianchi deixou ótima impressão na F1 antes da morte em 2015 (Foto: Marussia)
Bianchi e Leclerc eram amigos próximos, competindo juntos desde o kart na França. A similaridade nos rumos das carreiras dos dois impressiona.
 
“Acho que nossos pais, o do Jules e o meu, sempre brincavam sobre como as carreiras eram parecidas. Era estranho, porque se ele tivesse uma corrida muito ruim em um fim de semana, eu teria uma corrida muito ruim também no mesmo fim de semana. Sempre brincávamos sobre isso”, contou Leclerc.
 
Mesmo acreditando que Bianchi seria capaz de ir além na Ferrari, Leclerc já conseguiu deixar ótima impressão. O monegasco venceu duas vezes em 2019, superando Sebastian Vettel em pontos e fechando o Mundial de Pilotos na quarta posição.
 
Paddockast #58
COMO SERIA O GRID DA F1 SEM PILOTOS DA F1?


Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM


 
COMO SE PREVENIR DO CORONAVÍRUS:
 
☞ Lave as mãos com água e sabão ou use álcool em gel.
☞ Cubra o nariz e boca ao espirrar ou tossir.
☞ Evite aglomerações.
☞ Mantenha os ambientes bem ventilados.
☞ Não compartilhe objetos pessoais.

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.