F1

Leclerc revela que desobedeceu ordem da Ferrari ao passar Vettel no Bahrein: “Tive uma chance e tentei”

A Ferrari queria que Charles Leclerc esperasse mais algumas voltas antes de tentar ultrapassagem sobre Sebastian Vettel. O monegasco, apesar de entender a cautela da equipe, achou que seria melhor ir para cima na primeira chance

Grande Prêmio / Redação GP, de Berlim

Charles Leclerc só conseguiu tomar a liderança do GP do Bahrein após contrariar ordens da Ferrari. O monegasco, que caiu de primeiro para terceiro na primeira volta em Sakhir, teve recuperação relâmpago e colou na traseira de Sebastian Vettel. A equipe italiana até pediu que o monegasco esperasse um pouco antes de brigar por posição, mas Charles optou pela manobra na primeira chance possível.
 
“Eu acho que tive uma resposta, dizendo que ‘ok, continue assim por duas voltas’, mas aí cheguei na reta seguinte e tive uma oportunidade, então resolvi tentar”, recordou Leclerc. “Eu tentei e foi uma manobra bem-sucedida”, seguiu.
 
Leclerc, notoriamente com mais ritmo do que Vettel, começou a abrir vantagem e não voltou a ser alcançado na disputa interna da Ferrari. A situação foi oposta à vista no GP da Austrália, quando a escuderia pediu que Charles não passasse Sebastian, uma ordem que viria a ser cumprida.
Charles Leclerc contrariou a Ferrari no Bahrein (Foto: Ferrari)
Mesmo descumprindo o pedido da Ferrari, Leclerc compreende a cautela de uma escuderia quando o assunto é briga entre companheiros.
 
“Sempre é uma situação complicada quando você luta com seu companheiro, porque os riscos são muito altos”, admitiu Leclerc. “Como em qualquer equipe, você é avisado antes da corrida: ‘ok, você pode tentar coisas com os outros, mas seja cuidadoso com seu companheiro de equipe’, e isso é algo normal. Mesmo assim, eu tive a oportunidade na volta 5 e não hesitei, eu só fui. Fiquei feliz que tenha funcionado de primeira, ainda mais depois da minha largada ruim, então fico feliz com como terminou”, encerrou.
 
A manobra de Leclerc trouxe a liderança, mas a primeira vitória não veio. O monegasco liderou a maior parte do GP do Bahrein, só sendo superado quando o motor começou a apresentar problemas mecânicos. Lewis Hamilton e Valtteri Bottas formaram dobradinha da Mercedes, enquanto Charles completou o pódio.