F1

Leclerc supera tempo de Vettel e confirma liderança do dia final de testes em Abu Dhabi

Charles Leclerc foi melhor que Sebastian Vettel no último dia de testes coletivos da F1 em Abu Dhabi. O novo piloto da Ferrari já havia ido bem pela manhã e melhorou um pouco durante a tarde. Ao todo, Carlos Sainz e Daniil Kvyat superaram as 150 voltas
Warm Up / PEDRO HENRIQUE MARUM, do Rio de Janeiro
 Charles Leclerc em Abu Dhabi (Foto: Ferrari)
A parte vespertina desta quarta-feira (28) de testes coletivos da F1, organizados pela Pirelli, em Abu Dhabi, teve pouco a destacar. Após uma manhã mais movimentada, as equipes não tinham estreias a fazer e colocaram os carros na pista para stints longos sem foco em desempenho. Charles Leclerc nem precisaria andar para terminar como líder do dia, mas ainda melhorou o tempo um pouco. Com 1min36s450, fechou no topo a estreia na Ferrari.
 
O novo piloto da Red Bull ficou com a segunda colocação. Pierre Gasly foi outro dos que cresceu um pouco no fim do dia, ficou com 1min37s916 e o segundo lugar. Lance Stroll, de Force India, foi o terceiro.
 
A equipe que mais voltas deu? A Mercedes, claro. A Toro Rosso. Daniil Kvyat anotou 155 giros e, junto de Carlos Sainz com a McLaren - esse teve 150 - ainda deixaram para trás Valtteri Bottas, que deu 143. Em dado momento durante a tarde, parecia que a Mercedes iria para a casa das 200 voltas.
 
O único momento de tensão da tarde foi quando Antonio Giovinazzi parou na saída do pit-lane, no túnel, e causou bandeira vermelha. Após Kimi Räikkönen ontem, foi a segunda vermelha causada pelos carros suíços.
Charles Leclerc (Foto: Sky Sports/Twitter)
Confira como foi a parte da tarde:
 
Depois de problemas da manhã, a Williams definiu que ficaria com Robert Kubica por mais uma hora depois do almoço antes de entregar o carro para George Russell. Enquanto essa crise era controlada, a McLaren caminhava tranquila e Carlos Sainz já se aproximava das 100 voltas no dia. Logo no começo da tarde, um stint de 15 voltas era o mais longo de todo o dia.
 
O relógio apontava 9h25 (de Brasília) quando a primeira bandeira vermelha do dia apareceu: mais uma vez a Sauber parada na pista. Ontem a vítima foi Kimi Räikkönen, mas Antonio Giovinazzi foi o 'felizardo' da quarta-feira. O italiano ficou parado bem na saída do pit-lane. Diferente de Räikkönen, porém, não houve qualquer princípio de incêndio envolvido.
 
Charles Leclerc, dando inúmeras voltas na pista em participações intermináveis, ainda conseguiu melhorar um pouco a volta da liderança: 1min36s450.
 
Sainz cruzou a barreira das 100 voltas e ficava direto na pista para já chegar às 120, ao passo que Valtteri Bottas completava 150 com a Flecha Prateada pentacampeã mundial da Mercedes. Aliás, em termos de cronometragem um ótimo teste para a McLaren, que teve 136 giros com Lando Norris na terça-feira. 
 
Volta mais rápida mesmo só para o fim da participação, com 1min38s547 - ainda mais lento que Norris no dia anterior. Quem ainda ganhou campo no fim do dia foi Russell, que chegou a 1min38s836. 
 
A tarde, no entanto, foi reservada mesmo para longos stints com nenhum foco em velocidade. Realmente pouco para chamar a atenção.

F1 2018, Abu Dhabi, Yas Marina, testes coletivos, dia 2, final: 

1 C LECLERC Ferrari 1:36.450   135
2 P GASLY Red Bull Tag Heuer 1:37.916 +1.466 129
3 L STROLL Force India Mercedes 1:38.044 +1.594 122
4 V BOTTAS Mercedes 1:38.448 +1.998 143
5 C SAINZ JR McLaren Renault 1:38.547 +2.097 150
6 A MARKELOV Renault 1:38.590 +2.140 129
7 G RUSSELL Williams Mercedes 1:38.836 +2.386 36
8 D KVYAT Toro Rosso Honda 1:38.862 +2.412 155
9 L DELÉTRAZ Haas Ferrari 1:39.069 +2.619 117
10 R KUBICA Williams Mercedes 1:40.266 +3.816 56
11 A GIOVINAZZI Sauber Ferrari 1:40.435 +3.985 125