Hamilton promete se ajoelhar antes de GPs de 2021 e diz se sentir “empoderado”

Lewis Hamilton reconhece que 2020 foi um ano “pesado” por conta dos posicionamentos sociais e antirracistas, mas não se arrepende de nada. O britânico quer seguir se manifestando

A nova abertura da F1 para a temporada 2021 (Vídeo: F1)

O ano é outro, mas o protesto é o mesmo para Lewis Hamilton. Já no Bahrein para a abertura da temporada 2021 da Fórmula 1, o britânico confirmou a intenção de seguir se ajoelhando antes de cada GP para protestar contra o racismo.

A intenção de Hamilton é manter o debate sobre o combate ao racismo presente na sociedade. Foi o britânico quem iniciou o movimento em 2020, com a maioria dos pilotos da F1 aderindo e também se ajoelhando durante cada cerimônia pré-prova.

“Foi importante me ajoelhar e mostrar às comunidades pretas ao redor do mundo que estou com elas”, disse Hamilton. “Vou continuar me ajoelhando. Pessoas mais novas vão perguntar aos pais ou aos professores o motivo disso. É um assunto que deixa as pessoas desconfortáveis, mas que os pais vão explicar”, seguiu.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Hamilton não vai se calar em 2021 (Foto: Mercedes)

O protesto é baseado no feito pelo jogador de futebol americano Colin Kaepernick em 2017. Kaepernick se ajoelhou durante a execução do hino dos Estados Unidos antes de partidas da NFL para protestar contra racismo e violência policial. Hamilton trouxe isso para a F1 em 2020, reagindo ao assassinato de George Floyd e às consequentes manifestações antirracistas.

Além disso, Hamilton também protestou contra o assassinato de Breonna Taylor pela polícia americana. O piloto da Mercedes foi ao pódio do GP da Toscana com camisa pedindo a prisão dos policiais. Lewis fica feliz pelos posicionamentos, que o tornaram “empoderado”.

“Não posso ignorar o fato de que o ano passado foi pesado para mim. Eu vou ficando mais velho, aprendendo mais, e todos nós passamos por fase de aprendizado. Eu me senti empoderado por não ficar em silêncio, que é o que alguns querem”, encerrou.

O primeiro GP de 2021 é já neste fim de semana. Hamilton começa a campanha em busca do oitavo título no GP do Bahrein deste domingo, dia 28.

GUIA F1 2021
+F1 se prepara para duelo Hamilton x Verstappen em ano pandêmico e incerto
+Mercedes enfrenta revés com carro instável, mas abre temporada favorita
+Verstappen encara perspectiva de briga por título e desafio com Pérez

+Gasly muda de patamar e se mostra pronto para liderar AlphaTauri
+McLaren ganha reforços e mira consolidação no top-3 da Fórmula 1
+Alpine ousa com carro arrojado e mira top-3 no retorno de Alonso

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube