Brundle diz que saída de Masi “não resolve problema” na F1: “É algo grande para um só”

A saída de Michael Masi do quadro da FIA foi uma das grandes notícias da semana, mas não agradou o ex-piloto e comentarista Martin Brundle, que opinou sobre o assunto

CAIU MICHAEL MASI. E AGORA, HAMILTON CORRE NA F1 2022?

Uma notícia movimentou os bastidores da Fórmula 1 ao longo desta semana, com a Federação Internacional de Automobilismo (FIA) retirando o nome de Michael Masi do organograma para a temporada 2022, dando a entender que o dirigente não será mais diretor de provas da categoria a partir deste ano.

A polêmica decisão do último campeonato, em Abu Dhabi, teria sido o estopim para essa mudança, ainda mais com um ultimato dado pela Mercedes, revelado pelas emissoras britânicas BBC e Sky Sports. Mesmo assim, algumas pessoas entendem que tirar Masi não é a solução para todos os problemas, como aponta o ex-piloto e comentaris Martin Brundle.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

MICHAEL MASI; DIRETOR DE PROVA; FIA; FÓRMULA 1;
Michael Masi esteve no centro da polêmica sobre o GP de Abu Dhabi (Foto: FIA)

“Se FIA e F1 quiserem a permanência do Michael Masi, e se ele quiser continuar, claramente tem uma vida de sobra. Logo, não sei se irreversível. Mas quem você colocaria em seu lugar? Cuidado com o que deseja, é o que digo”, afirmou Brundle à emissora Sky Sports.

“O que sei com certeza é que trocar Michael Masi não vai solucionar o problema. Esse é um trabalho muito grande para uma só pessoa cuidar em uma temporada de 23 corridas. Antigamente, com 16 ou 18, tínhamos Charlie [Whiting] e Herbie [Blash]. O Charlie dava a largada e o Herbie era efetivamente o diretor de provas até a chegada do colega na cabine”, lembrou o ex-piloto.

Brundle ainda fez questão de detalhar a experiência dos antigos dirigentes na F1. “Eles tinham tudo sob controle, mas agora tudo cresce demais, então o Masi precisaria de muito apoio em torno dele e acredito que estão buscando isso no momento”, opinou.

Segundo comunicado no órgão máximo do automobilismo, uma investigação foi aberta para estudar as decisões tomadas no GP de Abu Dhabi. Além disso, está marcada uma conversa com as equipes que, em reunião da semana que vem, discutirá os procedimentos de safety-car. Depois disso, pilotos serão ouvidos. Os resultados finais e decisões sobre o processo saem uma semana antes da abertura da temporada 2022, no Bahrein.

A dramática última volta do GP de Abu Dhabi de F1 (Vídeo: TSN)
Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar