Massa avalia carreira e escolhe vitórias e despedida no Brasil como melhores momentos: “Feliz com o que consegui”

Quase um mês após a aposentadoria da F1, Felipe Massa refletiu sobre o que conseguiu nos seus 15 anos no Mundial. Satisfeito, escolheu os grandes triunfos de Interlagos como grandes momentos da carreira

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Felipe Massa vai continuar sendo piloto profissional – já inclusive confirmou participação na Corrida de Duplas da Stock Car de 2018 -, mas a carreira dele na F1 chegou ao fim nesta temporada 2017. 269 corridas e 15 anos depois, Massa deixa o Mundial satisfeito com o que foi capaz de conseguir.

 
Em entrevista concedida para a 'Auto', revista editada pela FIA, Massa refletiu sobre a década e meia de F1, os feitos e os melhores momentos. Como não poderia deixar de ser, Felipe tem as vitórias no Brasil e a despedida em Interlagos como os momentos mais especiais da carreira. 
 
"Estou contente com o que consegui na F1. Competi no mais alto nível com equipes históricas, como Ferrari e Williams, venci 11 corridas e duas em Interlagos, o que para um brasileiro é algo que não tem preço. Também fiquei perto de ser campeão do mundo", lembrou.
 
"Tive alguns momentos difíceis que me ajudaram a me converter em um piloto mais forte e a crescer como pessoa. Uma coisa de que gostei muito neste último ano, desde a minha primeira aposentadoria, foi a sensação de afeto e respeito que tive com muita gente da F1. Não apenas com as pessoas com quem trabalhei, mas com muito mais gente", seguiu.
Felipe Massa (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)
"A melhor recordação da minha última corrida em Interlagos é ter sido capaz de me despedir dos fãs com o meu filho ao meu lado. Esse pódio está relacionado com os dois momentos que mais gosto da minha carreira: a vitória em 2006 quando levei as cores do Brasil e em 2008, quando quase ganhei o campeonato. Foi algo especial subir ao pódio mais uma vez", encerrou.
 
Após começar a carreira na Sauber e por lá ficar em duas passagens, Massa se mudou para a Ferrari em 2006 e lá ficou até se mudar para a Williams, em 2014.
EM BUSCA DO SONHO DA F1

PIETRO FITTIPALDI REVELA QUE NEGOCIOU COM A SAUBER PARA 2018

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height:
0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute;
top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube