Verstappen apoia Red Bull por trocar motor em Sóchi, mas diz: “Recuperação será difícil”

Max Verstappen apoiou a decisão da Red Bull em trocar o motor, em Sóchi, e largar do fim do grid, mas avisou: não vai ser tão fácil ultrapassar

F1 NA RÚSSIA: BOTTAS E HAMILTON FAZEM 1-2 NOS TREINOS LIVRES E VERSTAPPEN LARGA DOS BOXES | Briefing

Em uma sexta-feira de treinos livres, em Sóchi, com domínio já esperado da Mercedes, a Red Bull optou por fazer a trocar para o quarto motor de Max Verstappen na temporada 2021. Com isso, o líder do campeonato aceita uma punição de mais de 20 posições e larga do fim de grid na corrida de domingo, também neutralizando a punição que já tinha para o GP da Rússia — oriunda do acidente com Lewis Hamilton em Monza —, em que perderia três posições na largada.

Para Verstappen, pensando na grande possibilidade de chuva para o fim de semana, a decisão da equipe dos energéticos veio no momento certo. Mas o holandês não se engana: a corrida de recuperação no domingo será complicada.

“Nós tentamos fazer o melhor para a corrida de domingo quando decidimos trocar. Espero que dê certo, mas vamos esperar amanhã para ver como vai ser o dia” disse após a última sessão de treinos da sexta-feira.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Max Verstappen ironizou comentários de Hamilton (Foto: Xavi Bonilla/AFP)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

“A decisão não foi tomada apenas pelo resultado na corrida. Disse antes que iríamos levar tudo em conta, também temos o clima [e a grande chance de chuva]. Achamos que seria melhor trocar e tomar a punição aqui”, acrescentou.

No entanto, o piloto da Red Bull já teve uma boa recuperação no circuito de Sóchi. Em 2018, Verstappen também tomou uma punição por conta de sua unidade de potência, largou da 19ª posição e, ao final da prova, estava no quinto lugar. Só que, nesta temporada de 2021, o holandês vê caminhos mais difíceis para conseguir ultrapassar.

“Em 2018, as diferenças para os carros do meio do grid eram maiores, então acho que será um pouco mais difícil para ultrapassar. Tínhamos de cumprir uma punição, de qualquer maneira, e se não tivéssemos feito aqui, teríamos que fazer em outro lugar, então pensamos em cumprir aqui e tentar fazer o melhor possível”, concluiu.

A programação para a sequência do fim de semana prevê o treino livre 3 para 6h (de Brasília, GMT-3), enquanto a classificação está marcada para 9h. Entretanto, em razão da previsão de muita chuva para o sábado, há grandes possibilidades de mudança no cronograma, com chances inclusive de a definição do grid de largada passar para domingo. O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL.

SAINZ: ‘NÃO QUERO SER UM BARRICHELLO’ NA F1. FOI DEPRECIATIVO?

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar