Verstappen diz que “só havia um caminho” após renovação longa com Red Bull na F1

Max Verstappen fechou um dos contratos mais longos da história do esporte, e reafirmou sua confiança na equipe austríaca dizendo que sequer cogitou uma mudança

HORA DA VERDADE: QUAIS PILOTOS PODEM VENCER CORRIDAS NA FÓRMULA 1 2022?

Após conquistar o Mundial de Pilotos em 2021, a Red Bull não quis esperar para ampliar o contrato de Max Verstappen. O holandês tinha vínculo até 2023, mas a equipe austríaca optou por uma renovação de mais cinco anos, o que não foi nenhuma surpresa devido à boa relação entre o piloto e o time.

O novo acordo é o mais longo do grid atual, e deve tornar Verstappen um dos atletas mais bem pagos do mundo. Tirar as negociações da frente e assinar um vínculo de longo termo também é importante para a Red Bull e o atual campeão do mundo focarem suas atenções somente para a pista.

“Mesmo após vencer o campeonato, minha ambição ainda é de vencer corridas e brigar pelo título novamente, e agora nós não precisamos pensar sobre isso [contrato] mais”, explicou Verstappen.

“Sabemos quão longo é o contrato e podemos trabalhar juntos. Além de brigar por vitórias e campeonatos, acho que é importante se divertir e aproveitar de verdade o tempo na Fórmula 1”, disse o piloto de 24 anos.

 ▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Max Verstappen durante os testes de pré-temporada em Barcelona (Foto: F1)

LEIA TAMBÉM
+Marko reforça confiança em Verstappen após renovação: “Não fazemos contratos longos”

+Hamilton admite que pensou sobre futuro na F1, mas se diz “mais revigorado do que nunca”

A escolha por continuar na Red Bull não foi difícil para Max. Depois de realizar o sonho de conquistar o título de pilotos, ficou evidente para o holandês que esse era o melhor caminho. O campeão do mundo sequer cogitou uma mudança para outra equipe.

“Eu simplesmente me sinto muito bem nesta equipe. Eu realmente adoro trabalhar com as pessoas de todos os departamentos. É claro, depois de vencer o campeonato no ano passado, para mim, eles são a melhor equipe. Então sim, quero ficar”, contou Verstappen.

O mesmo vale para a Red Bull, que voltou a ganhar um campeonato depois de oito anos. Manter Max se tornou uma prioridade da esquadra e, assim, as negociações ocorreram sem grandes entraves.

“A decisão foi bem direta. Ambos os lados queriam continuar. Desde o começo me senti muito bem na equipe e, especialmente após o ano passado, só havia um caminho para mim que era com a Red Bull”, relatou o holandês.

Max e a Red Bull voltam às pistas entre os dias 10 e 12 de março, para a segunda rodada de testes de pré-temporada em Sakhir. A primeira etapa da Fórmula 1 está marcada para o dia 20 de março, justamente no Bahrein.

COMO CONFLITO ENTRE RÚSSIA E UCRÂNIA AFETA A FÓRMULA 1 E OUTROS ESPORTES A MOTOR
Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar