Verstappen confirma favoritismo e crava pole para sprint da Áustria. Mercedes desaba

Max Verstappen levou a melhor na classificação da sprint do GP da Áustria e, com extrema tranquilidade, domou uma pista que foi secando durante a sessão. A Mercedes sofreu e nem sequer foi ao Q3 com Lewis Hamilton e George Russell

Se a sexta-feira foi de calor da Ferrari, o sábado (1) começou com domínio absurdo de Max Verstappen na Áustria. O holandês garantiu uma pole dominante para a corrida sprint, virando 1min04s440, colocando quase 0s5 em cima de Sergio Pérez, que se recuperou do fiasco da classificação principal e fechou a primeira fila da Red Bull.

Quem, assim como Verstappen, repetiu o brilho de ontem foi Lando Norris, que colocou a McLaren em uma terceira posição muito promissora para a corrida curta de logo mais. Quem divide a segunda fila com o inglês é Nico Hülkenberg, em mais uma classificação assustadoramente forte.

Relacionadas


Depois de fortes sustos no Q1, a Ferrari ao menos fecha a terceira fila só para ela. Carlos Sainz levou a melhor em cima de Charles Leclerc, que ainda tem uma investigação por bloquear Oscar Piastri pela frente. A quarta fila ficou com a Aston Martin, com Fernando Alonso retomando a dianteira do time em cima de Lance Stroll, que segue em fim de semana sólido. Esteban Ocon e Kevin Magnussen fecham a turma dos dez primeiros colocados.

Definitivamente, não foi o começo de dia que a Mercedes esperava. O time sangrou fortemente. George Russell quebrou e larga na sprint em 15º, enquanto Lewis Hamilton não pegou bons momentos de pista no Q1 e sai de 18º.

GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do fim de semana da Fórmula 1 na Áustria AO VIVO e EM TEMPO REAL. No sexta-feira, no sábado e no domingo, há também a segunda tela, em parceria com a Voz do Esporte. A sprint race está marcada para as 12h (em Brasília).

Max Verstappen levou a pole também da sprint na Áustria (Foto: Red Bull Content Pool)

Confira como foi a classificação da sprint na Áustria

A classificação da corrida sprint começou pontualmente às 7h (em Brasília). A pista estava meio seca, meio molhada. Resultado: parte do grid de macios, outra parte com pneus intermediários. E Russell foi quem iniciou os trabalhos na frente, em 1min10s8, mostrando que os macios eram os mais indicados até ali.

Rapidamente, todo mundo já estava com pneus de pista seca e a liderança passava para Max Verstappen, com 1min10s2 de pneus médios, vantagem impressionante até ali. A pista ia secando e os tempos baixando naturalmente. E já tinha drama também, com Carlos Sainz sofrendo um problema mecânico e recolhendo. Grande risco de sequer classificar.

Lando Norris e Fernando Alonso eram os primeiros a baixarem da casa de 1min08s, enquanto muita gente ia tendo voltas deletadas, repetindo o filme da sexta-feira. Verstappen e, de novo, Sergio Pérez, eram algumas das vítimas.

Charles Leclerc viveu fortes emoções no Q1 (Foto: Ferrari)

Com 5 minutos para o fim, Pierre Gasly, Valtteri Bottas, Guanyu Zhou, Logan Sargeant e Sainz – sem tempo – eram os eliminados naquela altura. A pista seguia em nítida evolução e as duas Williams saltavam para terceiro e quarto, com Sargeant na frente de Alex Albon.

O drama da Ferrari ganhava contornos ainda piores: Leclerc fez só o 16º tempo, mas incrivelmente emendou mais uma volta com o cronômetro zerado. E entrou no top-15, no sufoco. Falando em sufoco, Esteban Ocon, Gasly e um resiliente Sainz também se meteram lá, com Carlos garantindo a liderança improvável, com 1min06s187.

Leclerc ficou em 15º e passou no limite, mas quem disse que não teria zebra? Simplesmente Lewis Hamilton, sumido o Q1 todo, em 18º, eliminado junto com Zhou, Oscar Piastri, Bottas e Sargeant. Mas Piastri ainda tinha motivos fortes para reclamar, depois de ser bloqueado por Leclerc. O monegasco seria investigado depois da sessão. Lá na frente: Sainz, Verstappen, Nico Hülkenberg, Lance Stroll, Alonso e Kevin Magnussen no topo.

Lewis Hamilton ficou pelo caminho no Q1 (Foto: Mercedes)

Russell quebra e completa calvário da Mercedes

Depois dos 12 minutos do Q1 sprint, era hora do Q2 reduzido, ali com 10 minutinhos. A margem de erro ainda menor, a pista seguia melhorando e era tendência ver a galera empilhando voltas atrás da marca mais forte. Dos 15, um desfalque no começo da sessão: Russell, reportando problemas hidráulicos, começou o Q2 nos boxes.

Nas primeiras tentativas, com todo mundo de pneus macios, Verstappen puxava a fila com 1min05s624, seguido por Sainz, Alonso, Norris, Stroll, Ocon, Magnussen, Pérez, Leclerc e Albon. Hülk, Tsunoda, Gasly, De Vries e Russell – sem tempo – apareciam cortados depois de 5 minutos.

Enquanto Ocon tomava a dianteira com 1min05s604 e Magnussen pulava para terceiro, a confirmação do caos total na Mercedes: Russell realmente não entraria no Q2 e, assim, seria 15º no grid da sprint. Na última tentativa, o pelotão chegava com Tsunoda, Leclerc, Gasly e De Vries no corte.

Leclerc achou bom giro e saltou para quarto, avançando, mas o líder era de novo Verstappen, que girava em 1min05s3. Atrás dele: Sainz, Ocon, Leclerc, Norris, Magnussen, Alonso, Pérez, Stroll e Hülk. Albon, Gasly, Tsunoda, De Vries e, claro, Russell foram eliminados. Depois, o replay pegava um momento assustador, com Hülkenberg saindo dos boxes com uma roda pelo caminho e quase capotando. Vacilo gigantesco da Haas.

Lando Norris brilhou de novo na Áustria (Foto: AFP)

Verstappen confirma favoritismo e crava pole

Assim como na sexta-feira, Verstappen já mostrou que estava no controle da situação logo que o Q3 começou. Só que desta vez não teve Leclerc para assustar no fim, nem de perto. O holandês já foi virando 1min04s5 de cara e tomou as rédeas da situação.

Quem acompanhava Max era Norris, de novo muito rápido, mas o inglês ainda perderia a segunda posição para Pérez que, mesmo levando quase 0s5 do companheiro, se recuperava do vexame da sexta-feira.

Só que tinha ainda mais por vir de Verstappen: 1min04s4 para o bicampeão e pole extremamente dominante. Pérez e Norris ficaram mesmo logo atrás, com Hülkenberg de novo brilhando em volta rápida e metendo a Haas na segunda fila da sprint.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Fórmula 1 2023, GP da Áustria, Red Bull Ring, classificação da corrida sprint:

1M VERSTAPPENRed Bull Honda1:04,440  
2S PÉREZRed Bull Honda1:04,933+0,493 
3L NORRISMcLaren Mercedes1:05,010+0,570 
4N HÜLKENBERGHaas Ferrari1:05,084+0,644 
5C SAINZFerrari1:05,136+0,696 
6C LECLERCFerrari1:05,245+0,805 
7F ALONSOAston Martin Mercedes1:05,258+0,818 
8L STROLLAston Martin Mercedes1:05,347+0,907 
9E OCONAlpine1:05,366+0,926 
10K MAGNUSSENHaas Ferrari1:05,912+1,472 
11A ALBONWilliams Mercedes1:06,152+1,712 
12P GASLYAlpine1:06,360+1,920 
13Y TSUNODAAlphaTauri Honda1:06,369+1,929 
14N DE VRIESAlpine1:06,593+2,153 
15G RUSSELLMercedess/tempo  
16G ZHOUAlfa Romeo Ferrari1:07,062+2,622 
17O PIASTRIMcLaren Mercedes1:07,106+2,666 
18L HAMILTONMercedes1:07,182+2,742 
19V BOTTASAlfa Romeo Ferrari1:07,291+2,851 
20L SARGEANTWilliams Mercedes1:07,426+2,986 
Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Fórmula 1 direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.