Verstappen resiste a desgaste de pneus e vence GP da Emília-Romanha de F1. Norris é 2º

Max Verstappen precisou de braço para resistir ao desgaste de pneus e impedir o ataque de Lando Norris nas últimas voltas do GP da Emília-Romanha

O que parecia ser uma procissão virou um final dos mais tensos e complicados para Max Verstappen. No GP da Emília-Romanha deste domingo (19), o neerlandês viu os pneus se acabarem no trecho final e precisou de braço para resistir à perigosa aproximação de Lando Norris, com o carro muito mais inteiro.

O desgaste de pneus acabou sendo decisivo, e foi aí que o bom ritmo de corrida mostrado pela McLaren nos treinos prevaleceu. Perto das 15 voltas finais, Norris começou a tirar décimos gradativamente. De um lado, Giampiero Lambiase informava que o #4 estava chegando perto; do outro, Norris buscava o sprint final para vencer pela segunda vez na carreira na F1, a segunda seguida.

A cinco voltas do fim, a distância despencou de vez. Verstappen bradava pelo rádio para que retardatários saíssem da sua frente, enquanto Norris crescia cada vez mais no retrovisor. Com 61 de 63 giros completados, Lando tirou 0s4 e ficou a quase 1s de distância. “Minha bateria está quase acabando”, avisou Verstappen, àquela altura já implorando pela bandeira quadriculada.

E veio a última volta, com Norris enfim em condições de poder abrir asa, a 0s7 de distância. Mas faltou corrida para causar um ‘suadouro’ em Max. No fim, mais uma vez valeu o braço do #1, que resistiu o máximo que pôde para assinalar mais um triunfo na carreira.

Charles Leclerc completou o pódio, com Oscar Piastri terminando na quarta posição, à frente de Carlos Sainz. Lewis Hamilton e George Russell ficaram em sexto e sétimo, respectivamente, com Sergio Pérez pontuando em oitavo. Lance Stroll e Yuki Tsunoda fecharam o top-10.

A Fórmula 1 volta de 24 a 26 de maio com o tradicional GP de Mônaco, oitava etapa da temporada 2024, nas ruas de Monte Carlo.

:seta_para_frente: Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
:seta_para_frente:Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Max Verstappen foi soberano em Ímola (Foto: Red Bull Content Pool)

Confira como foi a corrida da F1 em Ímola:

Ao contrário do que acontecera nas últimas etapas, a pole-position de Verstappen não indicava total favoritismo ao neerlandês. Mesmo com a volta mágica na classificação, Max partiu para a corrida com um carro em ritmo de corrida abaixo de McLaren e Ferrari, de acordo com as simulações dos primeiros treinos. Seria, portanto, preciso acertar a mão na largada para não dar chances a Norris, ao seu lado, e também as Ferrari de Leclerc e Sainz logo atrás.

Com 25°C de temperatura ambiente, 45°C de asfalto e umidade relativa do ar em 49%, o top-10 partiu para o primeiro stint calçado com os pneus médios, estratégia convencional da Pirelli. Dos que alinharam, apenas Pierre Gasly resolveu ousar com os macios — mesma escolha de Fernando Alonso, porém partindo do pit-lane após mudanças no acerto da suspensão.

Com Verstappen em primeiro, Norris não tinha outra escolha: era atacar ou atacar para impedir que o neerlandês ditasse o ritmo a partir dali. E, num primeiro instante, assim que as luzes se apagaram, Lando tentou acompanhar lado a lado, porém o taurino prevaleceu na força do RB20 e impediu qualquer ataque na curva 1. Norris, na verdade, teve de cuidar para não ser surpreendido pelos carros vermelhos.

Os seis primeiros mantiveram posições, enquanto Tsunoda caía para nono. Hamilton ganhou um posto na largada e fechou o giro 1 em sétimo, seguido por Nico Hülkenberg, também em bom início de prova. Pérez, por sua vez, já aparecia na zona de pontuação, em décimo, após partir de 11º.

Volta 4, Verstappen colocava 1s4 sobre Norris, já começando a construir uma vantagem relativamente suficiente para não dar a ele a chance da asa móvel. Enquanto isso, pouco mais atrás, Leclerc, Sainz e Piastri formavam a trinca do DRS, porém o monegasco conseguiu desgarrar um pouco do companheiro de equipe. “A McLaren é rápida”, alertou o espanhol pelo rádio, com apenas 0s4 de vantagem para o carro #81.

Volta 10, e Alexander Albon surgiu lento e tentando levar o carro aos boxes com cuidado para evitar a entrada do safety-car. Depois veio a razão: um pneu mal colocado forçou o tailandês a mais um passeio no pit-lane, acabando com qualquer ambição de pontos para o piloto da Williams. A situação rendeu um stop and go.

A Ferrari fez o que pôde diante a apaixonada torcida (Foto: Ferrari)

Na volta 12, os carros da RB foram aos boxes para trocar para os compostos médios para duros — primeiro Daniel Ricciardo, fora do top-10 após a largada, depois Tsunoda. Em seguida, uma imagem recuperada pela transmissão mostrou Alonso com o freio dianteiro esquerdo incandescente após pit-stop na volta 8.

Enquanto isso, Verstappen já abria mais de 5s de vantagem para Norris, que levava mais de 1s para Leclerc, 3s4 a frente de Sainz. Piastri era o quinto, tentando de todas as formas encontrar brecha para buscar a ultrapassagem, porém limitado pelo travado circuito de Ímola. Pérez, por sua vez, dava um passeio pela brita, já a 15s de distância para Hamilton, isolado numa distante oitava colocação.

Na volta 22, Russell entrou nos boxes para a sua troca. No giro seguinte, foi a vez de McLaren e Ferrari se agitarem nas garagens, mas só os ingleses trabalharam, chamando primeiro Norris para a troca e, depois, Piastri. Na pista, Verstappen, Leclerc e Sainz seguiam, com Hamilton surgindo em quarto.

Volta 25, e Verstappen fez a troca para os compostos duros — parada modesta, até, em 2s6, pior que as da McLaren, em 2s4 e 2s2 para Norris e Piastri, respectivamente. Max retornou em quarto, à frente de Norris, que não demorou para superar Pérez ainda na pista.

No giro seguinte, a Ferrari chamou Leclerc para a troca, devolvendo-o atrás de Pérez — ainda sem parada —, em sexto. Na 29, enfim Sainz entrou nos boxes, e o undercut da McLaren funcionou, com Piastri livrando-se do espanhol. Na volta 31, Pérez, Stroll, Kevin Magnussen, Guanyu Zhou e Logan Sargeant eram os que ainda mantinham-se com o mesmo jogo de pneus da largada.

Pérez parou na volta 37 e colocou os médios para ir até o fim. O retorno à corrida foi na 11ª colocação, mas não demorou para o mexicano fazer valer a força do carro da Red Bull, subindo para nono após ultrapassagens sobre Hülkenberg e Tsunoda.

Enquanto isso, na frente, Norris reclamava pelo rádio da falta de ritmo, mas a McLaren insistia com o #4 para acelerar, já que Leclerc era, àquela altura, o carro mais rápido da pista. E o #16 entrou na zona de DRS na volta 44, chegando a ficar a 0s5 de Norris.

Enquanto isso, Verstappen seguia aparentemente tranquilo na liderança, mas o jogo começou a virar quando Lando resolveu seguir à risca o conselho do engenheiro e viu que, sim, ainda tinha décimos a serem alcançados na pista. Dali em diante, volta a volta, foi chegando perto, até que Max deixou claro que a perda de desempenho não era um blefe — sobrou até para a bateria, já que o #1 tentava todos os recursos para se manter à frente.

Na última volta, a distância entre Norris e Verstappen era de apenas 0s7. Se houvesse mais alguns giros, certamente o #4 colocaria o tricampeão à prova, mas prevaleceu o neerlandês nas 63 voltas da corrida na Emília-Romanha.

Fórmula 1 2024, GP da Emília-Romanha, Ímola, resultado final:

1M VERSTAPPENRed Bull RBPT Honda63 voltas  
2L NORRISMcLaren Mercedes+0.725  
3C LECLERCFerrari+7.916  
4O PIASTRIMcLaren Mercedes+14.132  
5C SAINZFerrari+22.325  
6L HAMILTONMercedes+35.104  
7G RUSSELLMercedes+47.154  
8S PÉREZRed Bull RBPT Honda+54.776  
9L STROLLAston Martin Mercedes+1 volta  
10Y TSUNODARB Honda+1 volta  
11N HÜLKENBERGHaas Ferrari+1 volta  
12K MAGNUSSENHaas Ferrari+1 volta  
13D RICCIARDORB Honda+1 volta  
14E OCONAlpine+1 volta  
15G ZHOUSauber Ferrari+1 volta  
16P GASLYAlpine+1 volta  
17L SARGEANTWilliams Mercedes+1 volta  
18V BOTTASSauber Ferrari+1 volta  
19F ALONSOAston Martin Mercedes+1 volta  
 A ALBONWilliams MercedesNC  
Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Fórmula 1 direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.